Home»FOTOS»Estilistas portugueses recriam coletes da Médicos do Mundo

Estilistas portugueses recriam coletes da Médicos do Mundo

Vários estilistas nacionais juntaram-se à iniciativa “Help is the trend” para reinterpretar os conhecidos coletes azuis da Médicos do Mundo. Durante o NOS Primavera Sound, o público do festival é desafiado a doar selfies, envergando as peças criadas.

Pinterest Google+

Os designers de moda Carla Pontes, Katty Xiomara, Luís Carvalho e David Catalán reinterpretaram os coletes da organização Médicos do Mundo, no âmbito da ação “Help is the trend”, que se realiza no festival NOS Primavera Sound, entre 7 e 9 de junho, no Porto. Veja os coletes na galeria acima.

 

Durante o evento, público e influenciadores vão ser convidados a tirarem selfies, com os coletes reinterpretados e doá-las à MdM, através da publicação nos seus perfis de Instagram, sob a hashtag #Helpisthetrend.

 

VEJA TAMBÉM: NAOMI CAMPBELL É O ÍCONE DE MODA DE 2018

 

A iniciativa pretende também aumentar a notoriedade da marca Médicos do Mundo. Cada criador dá o seu “toque de magia” aos coletes azuis, desenvolvendo peças atuais, relacionadas com as tendências do festival e inspiradas nas áreas de intervenção da Médicos do Mundo e/ou nos projetos dos países onde atua.

 

Não existiram limites à criatividade, podendo ser aplicados aos coletes rasgões, bainhas, mangas compridas ou lantejoulas, entre outros materiais e técnicas. O desenvolvimento criativo teve apenas de respeitar a cor azul original, manter, sem qualquer alteração, o logotipo da MdM e basear-se em temas como África, Pessoas Sem Abrigo, Ajuda Humanitária, Emergência e Apoio Medicamentoso. Veja abaixo o vídeo do processo criativo.



 

Durante o NOS Primavera Sound, os coletes recriados pelos designers vão estar expostos no stand da Médicos do Mundo, cada um com uma etiqueta que aborda uma das missões, causas ou projetos da organização em Portugal e no mundo. No local, os visitantes e influencers vão ser então desafiados a tirar fotografias, envergando as criações, e a publicá-las no seu Instagram.

 

Após o festival, as peças desenvolvidas pelos estilistas serão leiloadas a favor da Médicos do Mundo.  A organização não-governamental presta cuidados gratuitos de saúde às populações mais vulneráveis em Portugal. Faz parte de uma rede internacional, constituída por 15 delegações, com mais de 400 projetos em todo o mundo.

 

Artigo anterior

Plataforma Airbnb revela as melhores cidades LGBTQ e Lisboa está entre as eleitas

Próximo artigo

Quistos mamários: o que são, sintomas e tratamento