Home»FOTOS»Está numa relação saudável ou prejudicial? As 12 diferenças

Está numa relação saudável ou prejudicial? As 12 diferenças

A forma como cada pessoa define o tipo de relação que deseja pode basear-se em muitos fatores, incluindo a sua identidade cultural, orientação sexual, educação, experiência passada, etc. E embora os relacionamentos possam parecer muito diferentes, há fatores que evidenciam estar numa relação saudável em qualquer contexto. A Universidade de Ball State, EUA, explica quais são.

Pinterest Google+

1 –RELAÇÃO SAUDÁVEL: gosta e toma conta de si, antes e quando está numa relação.

RELAÇÃO PREJUDICIAL: foca-se apenas na outra pessoa e negligencia-se a si própria ou, pelo contrário, foca-se si em si e negligencia a outra pessoa.

 

2 –RELAÇÃO SAUDÁVEL: respeitam a individualidade, abraçam as diferenças e permitem que cada pessoa seja ela mesma.

RELAÇÃO PREJUDICIAL: sente pressão para mudar ou cumprir os padrões da outra pessoa e tem medo de discordar das suas ideias. Ou o inverso.

 

3 –RELAÇÃO SAUDÁVEL: fazem coisas com a família e amigos e têm atividades independentes um do outro.

RELAÇÃO PREJUDICIAL: um dos elementos tem de justificar o que faz, onde vai e com quem está.

 

VEJA TAMBÉM: UMA CASA DESARRUMADA PODE MATAR O ROMANCE (AGORA MOSTRE ISTO À SUA CARA-METADE)

 

4 –RELAÇÃO SAUDÁVEL: discutem assuntos, permitem diferenças de opinião e comprometem-se de forma igualitária.

RELAÇÃO PREJUDICIAL: um dos elementos toma todas as decisões e controla tudo sem ouvir o outro.

 

5 –RELAÇÃO SAUDÁVEL: expressam e ouvem os sentimentos, necessidades e desejos de cada um.
RELAÇÃO PREJUDICIAL: um dos elementos sente que não é ouvido e não consegue comunicar o que que quer.

 

6 –RELAÇÃO SAUDÁVEL: há confiança e honestidade entre os elementos.

RELAÇÃO PREJUDICIAL: mentem um ao outro e dão por vós a dar desculpas um ao outro.

 

VEJA TAMBÉM: QUESTÕES QUE DEVEM PONDERAR ANTES DE VIVEREM JUNTOS

7 –RELAÇÃO SAUDÁVEL: respeitam a necessidade de privacidade do outro.

RELAÇÃO PREJUDICIAL: não existe espaço pessoa e tudo tem de ser partilhado com a outra pessoa.

 

8 –RELAÇÃO SAUDÁVEL: partilham histórias sexuais e o estado da sua saúde sexual com o parceiro.

RELAÇÃO PREJUDICIAL: o parceiro mantém secreta a sua história sexual ou esconde que tenha tido alguma infeção sexualmente transmissível.

 

9 –RELAÇÃO SAUDÁVEL: praticam sexo com precaução.

RELAÇÃO PREJUDICIAL: sente medo de pedir ao parceiro para usar proteção ou ele/ela recusou faze-lo. E vice-versa.

 

VEJA TAMBÉM:  ADOLESCENTES: QUANDO O CORAÇÃO PARTIDO PODE ASSUMIR CONTORNOS PATOLÓGICOS?

 

10 –RELAÇÃO SAUDÁVEL: respeitam as fronteiras sexuais e podem dizer não ao sexo.

RELAÇÃO PREJUDICIAL: o seu parceiro forçou a relação sexual ou você teve relações sem querer. Ou vice-versa.

 

11 –RELAÇÃO SAUDÁVEL: resolvem conflitos de forma racional, pacífica e de mútuo acordo.

RELAÇÃO PREJUDICIAL: um ou ambos gritam e batem, empurram ou jogam coisas ao outro numa discussão.

 

12–RELAÇÃO SAUDÁVEL: há espaço para um crescimento positivo e você aprende mais sobre si sobe o outro à medida que se desenvolve e amadurece. RELAÇÃO PREJUDICIAL: sente-se sufocado, preso e estagnado. Não consegue escapar das pressões do relacionamento.

Artigo anterior

Tempo frio: a melhor loção corporal para si

Próximo artigo

Manual para as boas compras de Natal