Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Esculturas virtuais ‘expostas’ em Lisboa

Esculturas virtuais ‘expostas’ em Lisboa

O novo projeto de Leonel Moura combina novas tecnologias com arte e conta com uma aplicação de realidade aumentada para apresentar 17 esculturas virtuais espalhadas por locais emblemáticos de Lisboa.

Pinterest Google+

O artista português Leonel Moura tem desde o último dia 13 de junho 17 esculturas de realidade aumentada espalhadas pela área da Grande Lisboa. A NextReality desenvolveu a aplicação de realidade aumentada para este seu novo projeto.

 

O projeto visa combinar arte com novas tecnologias e está materializado em esculturas com formas de vírus ou pequenos organismos, concebidas através de um algoritmo especialmente desenvolvido para esta iniciativa.

 

VEJA TAMBÉM: LISBON YACHT PARTIES VÃO ANIMAR O TEJO DURANTE O VERÃO

 

Com a App LisboaViral, o utilizador pode recorrer ao smartphone para ver animações em realidade aumentada das esculturas presentes em locais emblemáticos como a Torre de Belém, o Palácio de Belém, a Praça do Comércio, o Chiado, o Rossio, o Cais do Sodré, o Bairro Alto, Alfama, a Estação do Oriente, a Boca do Inferno (Cascais), o Palácio de Sintra, a Praia dos Pescadores (Ericeira), o Cabo Espichel (Sesimbra) e o Palácio de Mafra.

 

A aplicação desenvolvida pela NextReality está disponível gratuitamente para equipamentos com iOS ou Android nas respetivas app stores. Depois de instalada, a aplicação revela a localização das esculturas de Leonel Moura e dá a conhecer o ponto onde o utilizador se encontra no momento. Para ver as animações de realidade aumentada, basta dirigir-se ao local das instalações de Leonel Moura e procurar as esculturas que só são visíveis através a câmara do equipamento móvel. A aplicação disponibiliza então a animação destes vírus no ecrã do smartphone ou do tablet.

 

VEJA TAMBÉM: VIZELA LANÇA SOLUÇÃO DE TURISMO INOVADORA COM REALIDADE AUMENTADA

 

Mário Martins da NextReality, sublinha que «a aplicação LisboaViral testemunha a forma com a realidade aumentada pode melhorar as experiências de visualização e de interação com o mundo que nos rodeia. É para nós um orgulho associarmo-nos a este projeto de Leonel Moura e em colocarmos mais uma vez a tecnologia de realidade aumentada ao serviço da arte e da cultura nacionais».

 

Inédita em Portugal e um dos primeiros projetos deste género no mundo, esta exposição de realidade aumentada tem o apoio do Turismo de Lisboa e vai estar disponível durante 2019.

Artigo anterior

O que acontece ao corpo quando se deixa de comer carne? Uma médica explica

Próximo artigo

Nove designers nacionais lançam coleção de joalharia inspirada no MAAT