Home»BEM-ESTAR»CORPO»Epigenética: o segredo da longevidade e da beleza em qualquer idade

Epigenética: o segredo da longevidade e da beleza em qualquer idade

Falar sobre longevidade é abordar uma nova visão de saúde e bem-estar, onde a compreensão da epigenética é um pilar coerente com a vida e o ambiente onde vivemos.

Pinterest Google+
PUB

A população mundial cada vez mais alcança uma idade longeva. Homens e mulheres procuram manter a aparência do rosto e do corpo bem cuidadas, com menos rugas e mais juventude física, cognitiva e emocional.

 

Atualmente, quase toda população do planeta vive abaixo do seu potencial ideal, devido aos efeitos do ambiente. Os alimentos processados, a baixa ingestão de nutrientes, as toxinas e substâncias químicas, os campos eletromagnéticos e a influência de frequências extremamente baixas são responsáveis por uma quebra nas funções normais do dia a dia do corpo.

 

Estas funções são impulsionadas por processos básicos, cruciais para que a expressão do corpo físico seja concretizada com qualidade na produção das novas células que são formadas quando o corpo se repara, ou no sistema nervoso com os processos enzimáticos responsáveis por todos os processos corporais.

 

VEJA TAMBÉM: SETE REGRAS BÁSICAS PARA SER FELIZ E SAUDÁVEL

 

Por isso, faço sempre questão de lembrar que uma alimentação adequada é a condição necessária para se ter um património genético, cultural e socioeconómico mais evoluído.

 

Esta é para mim a fórmula eficaz que contribui para reduzir o envelhecimento precoce e atuar na prevenção do risco de doenças crónicas e degenerativas, sobretudo associada a pequenos cuidados diários com a pele, o cabelo e as unhas.

Pele, cabelo e unhas

O nosso sistema tegumentar (pele, cabelo e unhas) é composto por processos biológicos complexos, que afetam a aparência do ser humano e é o maior dos nossos sistemas.

 

Na pele existe uma imensa barreira de proteção composta por:

  • microbiota que protege os órgãos internos do ambiente externo,
  • barreira química, seca e rica em sais minerais e compostos ácidos que nos protege do ambiente hostil de microrganismos,
  • barreira imunitária, através das células de defesa que evitam a colonização e a infeção por micróbios patogénicos.

 

Alguns investigadores consideram também as unhas, o calcanhar e o espaço entre os dedos com microbiota de proteção autoimune.

O envelhecimento acontece de forma natural e gradual, consoante vamos mudando de idade e são vários os fatores ao longo da vida que causam o envelhecimento da derme.  Alguns deles são de ordem natural intrínseca (internos) ou cronológico e outros são extrínsecos (externos), decorrentes dos fatores de influência epigenética, que levam ao envelhecimento precoce.

 

No decorrer desta evolução, acentuam-se as rugas, a perda de elasticidade e alguma flacidez muscular.  Começam a surgir manchas e a pele começa a mostrar sinais de desidratação. Este é o fenómeno natural do efeito da passagem do tempo em nós e acontece no corpo todo (pele do rosto, tecido corpóreo, órgãos e metabolismo funcional.

 

Para equilibrar e preservar a juventude biológica, é importante garantir que todos os processos internos e externos estejam a funcionar em harmonia.

 

O corpo é sustentado e mantido através do ambiente nutricional que criamos, associado ao estilo de vida e aos cuidados básicos de manutenção diária. Esta base desempenha um papel fundamental na fisiologia do corpo e pode variar de acordo com as influências epigenéticas de cada pessoa.

 

Cada um desses sistemas é sustentado por vários nutrientes, porém é vital obter o equilíbrio correto. O DNA genético, recebido dos pais (1% de cada progenitor), desempenha um papel importante no nosso tipo de cabelo, na sustentabilidade e no volume. Os restantes 98% do nosso metabolismo é moldado por fatores fenótipos plásticos que podem ser ligados e desligados consoante o estilo de vida que adotamos.

Esta compreensão é importante para percebermos que somos responsáveis por alcançar o tipo de saúde, bem-estar e de aparência que queremos ter.

 

A saúde do cabelo, pele e unhas (sistema tegumentar e das glândulas exócrinas), mostra-nos se estamos bem suportados por uma nutrição equilibrada, rica em vitaminas e outros elementos essenciais, como por exemplo um bom aporte de água em quantidade adequada à nossa estrutura física.

 

As glândulas exócrinas desempenham diversas funções, entre as quais estão as sudoríparas, que segregam o suor, as glândulas sebáceas que segregam gordura, as salivares, as biliares, o pâncreas que segrega enzimas digestivas, as glândulas mamárias, as glândulas mucosas e muitas outras.

 

 

  • O cabelo é feito de colunas de queratinócitos mortos compactados (células que produzem queratina, um tipo de proteína) e consiste em 3 estruturas principais: o folículo, a raiz e a haste e ao estar em contato com a derme, tem células vivas, as quais contêm DNA no seu núcleo. A sua função básica é proteger-nos das radiações solares, pancadas e de outros seres microbianos invasivos.

 

O cabelo também é importante na identificação de doenças. Existem recursos de avaliação epigenética e análises clínicas, onde é possível verificar alterações nutricionais e observar a presença de metais pesados no organismo, ou doenças em desenvolvimento.

 

A concentração de Zinco, Selénio, Manganês, Cobre e vários outros elementos que são importantes para o metabolismo pode ser medida pelo estudo da fibra capilar. O fio capta essas substâncias na mesma proporção em que elas aparecem no corpo, ajudando a identificar possíveis carências nutricionais e desordens metabólicas.

 

  • A pele é o maior órgão do corpo e funciona como uma barreira que nos protege dos elementos ambientais. Também tem exerce a função de ar condicionado, controlando a temperatura corporal. A ingestão equilibrada de nutrientes ajuda-nos a sustentar e alimentar a pele, agindo contra o envelhecimento precoce.

 

Todos os dias o nosso corpo transforma as proteínas que ingerimos em blocos de construção chamados aminoácidos e reutiliza-os para produzir outras proteínas, incluindo o colágeno e a queratina que formam a estrutura da pele.

 

Os aminoácidos também são conhecidos por ajudar a substituir as células velhas da pele. Estes, juntamente com outros nutrientes vitais, apoiam a saúde em geral e a aparência da nossa pele.

 

A pele é constituída por três camadas: a epiderme, derme e tecido subcutâneo, com a epiderme na superfície externa e o tecido subcutâneo, o mais profundo.

 

  • As unhas protegem as pontas dos dedos das mãos e dos pés, uma vez que são as extremidades mais distantes do corpo. As nossas unhas, diariamente estão em stress mecânico, elevado à potência máxima da sua resistência. Também elas ficam quebradiças e moles se não ingerirmos os minerais e vitaminas essenciais ao seu equilíbrio e resistência.

 

Os sinais das deficiências de nutrientes essenciais como as vitaminas, podem causar cabelos ou unhas quebradiças, couro cabeludo seco ou caspa, queda de cabelo acentuada e textura irregular da pele (acne, pontos negros e sebáceos).

 

Os minerais são nutrientes essenciais que ajudam a estabilizar as estruturas da membrana celular do corpo. Essas células são a base de nosso Bem-Estar geral.

 

Muitos desses minerais também atuam como antioxidantes no corpo que reduzem os danos dos radicais livres e por isso é fundamental consumir muitos alimentos de ação antioxidante, os quais apoiam o sistema de desintoxicação do corpo e reduzem o impacto dos agressores eletromagnéticos, químicos, consumo de tabaco ou radiações.

 

A falta de antioxidantes, pode reduzir o crescimento do cabelo e das unhas ou causar muitos problemas relacionados à pele (eczema, pele atópica, pele desidratada ou descamada).

 

Consumir uma variedade equilibrada de ómegas também reduz a inflamação da pele, que muitas vezes se manifesta como uma pele seca, irritada e com comichão ou falta de crescimento das unhas(quebradiças).

 

Os Ómegas (AGE), melhoram a elasticidade da pele e retêm a sua humidade, mantendo-a macia, flexível e contribuem para a redução de rugas.

 

 

Artigo anterior

Receita para refrescar e dar energia: batido de banana com gelado de baunilha

Próximo artigo

Da Cardinal à Dona Maria, assim é o calendário da uva de mesa