Home»ATUALIDADE»ESPECIALISTAS»Epigenética: alimente a sua saúde

Epigenética: alimente a sua saúde

Ao procurar fazer um plano nutricional, eficiente, eficaz, busque por soluções focadas na sua genética, no seu biótipo, porque o seu alimento é o seu tratamento.

Pinterest Google+

É estimado que os seres humanos usem apenas 10% do seu cérebro. Estamos cada vez mais preocupados em TER do que em SER e isto gera alterações comportamentais no equilíbrio físico, emocional e espiritual. A maioria das pessoas investe em equipamentos de alta tecnologia, mas não investem em qualidade alimentar e de saúde preventiva. Uma alimentação focada em alimentos de qualidade é o melhor aliado para o equilíbrio perfeito e para a qualidade de vida.

 

Numa comparação comercial, atrevo-me a colocar lado a lado a imagem de um Ferrari, vermelho, lindo, barulhento, daqueles que fazem os olhos dos homens brilharem, mas que de pouco serve se tiver que circular no trânsito de uma cidade. A sua performance não pode ser testada na íntegra. Ao contrário, um Audi A1, pequeno, eficiente e confortável, leva-nos a todo o lado com imensa qualidade, é rápido, fácil de arrumar, elegante e fiável, quer em percurso de cidade, quer em estrada livre.

 

Veja também: O poder das sementes

 

Com a nossa saúde precisamos do mesmo rigor, pois de nada adianta elaboradas ementas, se não primarmos por alimentos sãos, livres de pesticidas, cozinhados da forma certa, para não perdermos os nutrientes que facilitam a digestão e favorecem a assimilação dos minerais e das vitaminas. Quando buscamos os excessos, seja no que for, quase sempre acabamos por ficar frustrados, porque nem sempre conseguimos alcançar os nossos objetivos e isso gera desânimo e desmotiva qualquer pessoa.

 

Ao procurar fazer um plano nutricional, eficiente, eficaz, busque por soluções focadas na sua genética, no seu biótipo, porque o seu alimento é o seu tratamento, aquele que, tal como o carro que escolheu ter, ou a roupa que compra, está de acordo com a sua personalidade.

 

Veja também: Snacks de 100 calorias

 

No mês de fevereiro, em Portugal, ainda faz frio e temos uma concentração de humidade mais acentuada. Isto é, ainda é inverno por mais dois meses e as oscilações térmicas sentidas ao longo do dia, conforme a sua idade e o seu biótipo, vão fazer interferência na sua saúde e no seu bem-estar.

Artigo anterior

Sara Sampaio em 'total black'

Próximo artigo

Leite de ovelha pode ser o próximo alimento funcional