Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Enxaquecas aumentam com o aproximar da menopausa

Enxaquecas aumentam com o aproximar da menopausa

Durante a menopausa, as mulheres estão sujeitas a sintomas como, por exemplo, ondas de calor, irritabilidade, depressão e insónia.

Pinterest Google+
PUB

Um estudo feito por uma equipa de investigadores da Universidade de Cincinnati, Estados Unidos, concluiu que as enxaquecas se vão agravando à medida que as mulheres se aproximam da menopausa. Os resultados foram publicados pela Sociedade Americana de Dores de Cabeça no jornal online ‘Dor de Cabeça: O Jornal da Dor Facial e de Cabeça’, nesta semana.

 

O risco para a dor de cabeça de alta frequência, ou de mais de dez dias com dor de cabeça por mês, aumenta mais de 60% nas mulheres de meia-idade durante a menopausa, um período de transição marcado por ciclos menstruais irregulares.

 

Para proceder ao estudo, a equipa de investigadores convidou 3,664 mulheres que sofriam de enxaqueca antes e durantes os seus anos de menopausa.

 

Note-se que os anos de menopausa incluem tanto a peri menopausa como a menopausa. Sendo que a peri menopausa é o marco do fim da vida reprodutiva da mulher e antecede a menopausa. A menopausa acontece quando as mulheres não têm um período menstrual durante um ano e estão sujeitas a sintomas como, por exemplo, ondas de calor, irritabilidade, depressão e insónia.

 

Veja a galeria: Receitas caseiras contra a enxaqueca

 

«As mudanças das hormonas femininos, como o estrogénio e a progesterona, ocorrem durante a peri menopausa e podem desencadear dores de cabeça que aumentam progressivamente», esclarece Richard Lipton, diretor do Centro de Dores de Cabeça Montefiore.

Artigo anterior

Bater nos filhos. Sim ou não?

Próximo artigo

Drew Barrymore dedicada ao mundo dos negócios