Home»LAZER»DICAS & VIAGENS»Entre que a mesa está posta

Entre que a mesa está posta

Na pacata Rua do Açúcar, em Lisboa, um restaurante evidencia-se pela criatividade das suas iniciativas. Por lá, um amador pode entrar na cozinha e pôr os seus dotes à prova. E os clientes, esses, podem deixar-se levar pelos menus surpresa. Fomos ao Entra.

Pinterest Google+

Restaurantes há muitos. O que fazer então para se destacar num mercado altamente concorrencial? Ser criativo e inovador, dizem os entendidos. A brincar, o Entra levou isto muito a sério, e criou duas iniciativas que despertam o interesse de qualquer um: o Entra Talento e o Mesa Posta. A assinatura é dos chefs Luis Magalhães e Pedro Marques.

O Entra Talento é destinado a todos aqueles que têm a mania que sabem cozinhar, que o fazem nos tempos livres mas sem contacto profissional com a área. Quem quiser testar a sua mão para a cozinha candidata-se e poderá cozinhar para os clientes numa terça-feira à noite, que é quando decorre a iniciativa.

A cozinha do Entra é portuguesa e a ideia é o candidato reinventar uma entrada ou uma sobremesa, sob o olhar vigilante do chef. «A ideia foi desmistificar que a cozinha é um espaço de acesso exclusivo a algumas pessoas. Inicialmente pensámos em fazer workshops de cozinha, mas chegámos à conclusão que seria mais engraçado abrir as portas àqueles que têm a mania que sabem cozinhar. É uma iniciativa dirigida a todos os que têm na cozinha um hobby, mas é acima de tudo um momento para as pessoas se divertirem», conta Luis Magalhães.

Esta iniciativa já tem um ano e tem sido um verdadeiro sucesso, com um caderno de talentos repleto de agradecimentos pelas experiências proporcionadas.

E os talentos têm-se portado à altura? «Sem dúvida! Já passaram pela cozinha do Entra vários talentos com profissões e formações sem qualquer ligação à área da restauração e que se revelaram boas surpresas, não só pela técnica como pelas combinações originais que nos sugeriram e que na realidade resultaram», diz Pedro Marques.  Dois desses pratos marcaram pela originalidade e voltam ocasionalmente ao menu. São eles o Hummus de Tremoço e o Psicopato.

Mas a dupla, que caracteriza o seu restaurante como um «espaço despretensioso», gosta de promover a boa disposição, descontracção e bom humor. Outra das iniciativas nesta linha é o Mesa Posta, que acontece de terça a sábado. A ideia aqui é os clientes irem de mente aberta para descobrirem os menus surpresa. Um verdadeiro sucesso também, pois «permite-nos ser criativos e apostar numa cozinha que trabalha com os ingredientes sazonais e mais frescos a cada momento. É um espaço de liberdade para nós enquanto chefs, ao mesmo tempo que origina um momento divertido, de descontracção e descoberta dos sentidos entre os comensais», refere Luis Magalhães.

As ideias têm sido bem recebidas pelos clientes, que deixam a prova no Livro de Honra e Caderno de Talentos do restaurante. Inovar é, assim, uma filosofia que vão manter: «Estamos sempre a pensar em novas ideias para tornar o Entra num espaço diferenciador. A criatividade e partilha do espaço com quem nos visita tem muito a ver com a filosofia do Entra Restaurante. Queremos que as pessoas se sintam bem por cá, se divirtam e tenham motivos para falar de nós e das experiências que partilharam connosco, para além de comerem bem. Mas essa parte nós asseguramos», garante Pedro Marques.

Artigo anterior

A moda dos sumos detox

Próximo artigo

Um quarto das mulheres falha consulta anual de ginecologia