Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Encontros ao anoitecer debatem património nacional

Encontros ao anoitecer debatem património nacional

“Encontros nos Palácios Nacionais” decorrem mensalmente, sempre às 19h00 de uma sexta-feira, no Palácio Nacional de Sintra ou no Palácio Nacional de Queluz. Iniciativa conta com alguns dos maiores especialistas em áreas como história, museologia, arquitetura, ciência e arte.

Pinterest Google+
PUB

Uma vez por mês, ora no Palácio Nacional de Sintra, ora no Palácio Nacional de Queluz, mas sempre ao fim do dia e num ambiente informal, debatem-se novas perspetivas do património na companhia de alguns dos maiores especialistas em áreas tão diversas como História, Museologia, Arquitetura, Ciência e Arte.

 

O ciclo de palestras “Encontros nos Palácios Nacionais” privilegia a interação entre os especialistas e o grande público, que tem aqui a oportunidade de colocar questões desafiantes a quem mais sabe sobre temas relacionados com os Palácios, Sintra e a sua História.

 

No final de cada “Encontro”, há tempo para conviver e trocar ideias e experiências, durante um Colares de Honra. Estes eventos têm um número limitado de participantes e o custo simbólico de 1€, mediante aquisição de ingresso online no site da Parques de Sintra.

 

VEJA TAMBÉM: À DESCOBERTA DE UMA VILA DE SINTRA DIFERENTE

 

Programa

No dia 18 de fevereiro, o encontro “No Paço Real de Sintra com Miguel Metelo de Seixas: Jogos heráldicos na Sala dos Brasões” explora a emblemática e misteriosa sala que D. Manuel I mandou edificar no início do século XVI. Com que objetivos políticos e simbólicos? Que usos teve este espaço ao longo dos séculos?

 

Nesta palestra, conduzida pelo historiador Miguel Metelo de Seixas, mais do que responder de forma definitiva às muitas interrogações que a sala suscita, procurar-se-á entrar no seu jogo e oferecer pistas para as suas possíveis leituras.

 

Em março, no dia 11, o Palácio Nacional de Sintra volta a acolher o encontro mensal. “No Paço Real de Sintra com Pedro Urbano: Quotidiano e vivências cortesãs durante a monarquia constitucional” aborda as peculiaridades das vivências da Família Real neste Palácio, desde D. Maria II à rainha-viúva D. Maria Pia. Com o historiador Pedro Urbano, os participantes são convidados a conhecer de perto alguns dos frequentadores deste espaço e as formas sociabilidade quotidianas que ali se desenvolveram, das mais íntimas às mais solenes.

 

PALACIO NACIONAL DE SINTRA

A 22 de abril, Queluz será o palco da palestra “Na Real Quinta de Queluz com Pedro Azevedo: Raridades, Curiosidades e Dificuldades na Biblioteca de Arte Equestre Marquês de Marialva”. Quem foi D. Diogo de Bragança, VIII Marquês de Marialva, cavaleiro e especialista em Arte Equestre que dá nome à única biblioteca nacional dedicada exclusivamente a esta temática? Entre gravuras, pinturas, objetos e cerca de 2000 publicações, que preciosidades contém esta biblioteca instalada no Palácio Nacional de Queluz? As respostas serão dadas por Pedro Urbano, livreiro-antiquário e perito em livros e manuscritos.

 

Também em Queluz, no dia 20 de maio, acontece o encontro “Na Real Quinta de Queluz com Alexandra Curvelo:  Da China para Portugal, do convento para o palácio: os dois biombos chineses de Queluz”. Produtos do cruzamento cultural entre o Oriente e o Ocidente, estes raros biombos originários de Macau são o testemunho de uma época. Entre a componente artística e os hábitos socioculturais ali representados, a historiadora e museóloga Alexandra Curvelo, uma das maiores peritas europeias em arte oriental, conduzirá os visitantes numa viagem marcada pelo exotismo.

 

A 24 de junho, o encontro mensal volta a ter lugar no Palácio Nacional de Sintra. “No Paço Real de Sintra com Isabel Stilwell: Os bastidores do romance histórico” levanta o véu sobre o processo de criação de histórias de ficção que trazem de volta à vida personagens marcantes do nosso passado, transformando a objetividade histórica numa narrativa a cativante para o público dos nossos dias, sem comprometer a sua memória. Nesta palestra, Isabel Stilwell, jornalista e escritora, autora de vários best-sellers, partilha o que a inspira e como concretiza as suas obras, sempre baseadas na investigação aprofundada.

 

 

 

Artigo anterior

Quiche com base de batata doce

Próximo artigo

Creme de espinafres e ervilhas com sementes