Home»ATUALIDADE»ESPECIALISTAS»EFEITOS DA PROGESTERONA NA MULHER

EFEITOS DA PROGESTERONA NA MULHER

Pinterest Google+

Sendo uma hormona responsável por uma parte importante da fisiologia da mulher, a progesterona tem recebido grande atenção da comunidade científica ultimamente por apresentar vários benefícios à saúde feminina:

 

Osteoporose:  A progesterona estimula a ação dos osteoblastos (células responsáveis pela formação dos ossos), dessa forma, sua ação na prevenção e controle da osteoporose é indiscutível.

 

Tensão Pré-Menstrual:  A grande mudança nos níveis hormonais femininos na época da menstruação é um dos fatores responsáveis pela Tensão Pré-Menstrual (TPM). A administração de progesterona equilibra a predominância estrogénica, mostrando-se, assim, fundamental na prevenção dos sintomas mais comuns da TPM (dores de cabeça, irritabilidade, mudanças bruscas de humor, agressividade, depressão, etc.).

Depressão Pós-Parto:  Várias mulheres sofrem de depressão pós-parto, onde a supressão momentânea da produção de progesterona (responsável pela manutenção gravidez) provoca alterações no comportamento semelhante ao na TPM. Nesses casos, a terapia à base de progesterona também se mostrou muito eficaz.

Cancro:  A progesterona natural ativa a expressão do gene P-53, responsável pela morte celular programada, fazendo com que não haja uma proliferação celular descontrolada e excessiva. Dessa forma, a progesterona parece ter propriedades efetivas contra o cancro (assunto controverso).

 

A baixa produção de progesterona pode ainda estar implicada como causa de:
Infertilidade, abortamentos de repetição, ciclomastopatias, distúrbios menstruais (hemorragia funcional uterina).

 

A progesterona fornece também alívio para os sintomas de calores e suores, acaba com a sensação de cansaço ou fadiga, melhora o sono e funciona como antidepressivo, melhorando o humor das mulheres em transição para a menopausa (é a principal hormona a repor nesta fase de transição).

Já a sua falta causa sensação de inchaço físico, quistos nas mamas, fadiga, alterações de humor como irritabilidade e nervosismo, além de afrontamentos.

Artigo anterior

Modelos brasileiras preparam-se para os Jogos Olímpicos 2016

Próximo artigo

O mundo gira tanto que anda tudo louco