Home»FOTOS»EdoSushi: encontro entre o ocidente e o oriente

EdoSushi: encontro entre o ocidente e o oriente

A nova carta do restaurante EdoSushi, no Parque das Nações, alia o sushi tradicional ao de fusão e une o oriente ao ocidente, através de combinações criativas que pretende ressaltar o melhor dos dois mundos.

Pinterest Google+

O restaurante japonês Edo Sushi, localizado no Parque das Nações, em Lisboa, acaba de lan-çar a sua nova carta, onde se destaca o sushi tradicional e o de fusão em composições ricas e surpreendentes que unem oriente e ocidente.
A carta é confecionada com ingredientes frescos, exóticos e raros, diariamente selecionados e preparados por uma equipa de profissionais. Dedicado à gastronomia japonesa moderna, o peixe é o ator principal do menu. Destacam-se o salmão da Noruega e o atum dos Açores, omnipresentes ao longo da carta. Encontram-se também peixes da costa portuguesa, como a cavala, a sardinha e a corvina. «Escolhemos sempre o que há de mais fresco no dia e, por esse motivo, nossa seleção de peixes varia diariamente consoante o frescor e aparência», esclarece João Oliveira, proprietário do espaço.
Se as gyozas e spring rolls abrem a carta acompanhadas de combinações como o molho swe-et chilli, o peixe continua no centro das atenções: o carpaccio de salmão dispõe as sua finas fatias laminadas sob um improvável molho pesto; o kimutchi de salmão, espécie de tartare temperado com alho francês, cebolinho e sementes de sésamo, é acompanhado de um molho coreano picante. Os novos gunkans de polvo, niguiris e sushis surpreendem ao ligarem-se despudoradamente com ingredientes especiais do chef. Outras estrelas como as vieiras e lingueirões rematam inesperadas combinações de frutos do mar pelas quais não vai conse-guir esconder o fascínio.

 

Veja a galeria: Yoga no edifício mais alto de Lisboa
Mas porque nem só de peixe vivem os amantes da cozinha japonesa, a nova carta para a primavera de 2016 propõe outros sabores. Para além das tempuras e os yakisobas, os braseados e rolos quentes a exemplo dos uramakis e hot rolls expressam as propostas diversifica-das do chef Alessandro Hayashi, com mais de 10 anos de experiência na cozinha oriental.
Na área das bebidas, a cerveja, o sake, o champanhe e o gin convivem harmoniosamente com o vinho português. Para acompanhar a refeição, o restaurante propõe vinhos do Douro selecionados para uma boa harmonização com o sushi.
O chef Alessandro Hayashi tem experiência no Brasil e no Japão, onde morou muitos anos, e entrega-se diariamente à procura incessante pelo melhor de dois mundos: as raízes da cozinha japonesa tradicional, pura, e a inspiração gastronómica contemporânea, de fusão.
Localização: Alameda dos Oceanos, 31 H, Parque das Nações, Lisboa.

Artigo anterior

Looks de primavera: Inspire-se!

Próximo artigo

A vida sexual é sua… as decisões também