Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»É capaz de passar um dia sem consumir açúcar? Experimente hoje

É capaz de passar um dia sem consumir açúcar? Experimente hoje

O desafio é lançado pela Sociedade Portuguesa de Medicina Interna, no âmbito do Dia Mundial da Diabetes, assinalado a 14 de novembro. Neste dia, as famílias são convidadas a realizarem a experiência de não consumirem alimentos açucarados, tais como bolos, doces, cereais, refrigerantes, bebidas alcoólicas, entre muitos outros. Vai aderir?

Pinterest Google+

O Núcleo de Estudos de Diabetes Mellitus (NEDM) da Sociedade Portuguesa de Medicina Interna (SPMI) vai desafiar as famílias portuguesas a moderarem o consumo de açúcar no próximo dia 14 de novembro. Esta ação surge no âmbito do Dia Mundial da Diabetes, que este ano tem como tema a “Família e a Diabetes”.

 

«O desafio passa por convidar as famílias a realizar uma experiência de um dia em que não consumam alimentos açucarados, tais como bolos, doces, cereais, refrigerantes, bebidas alcoólicas, entre muitos outros», explica Estevão Pape, Coordenador do NEDM.

 

VEJA TAMBÉM: NÃO É SÓ OBESIDADE E DIABETES… VEJA 10 RISCOS DO AÇÚCAR PARA A SAÚDE

 

Com esta iniciativa, acrescenta o internista, «esperamos conseguir, de uma forma interativa, sensibilizar a população a adotar um estilo de alimentação mais saudável, de modo a reduzir o risco de desenvolver diabetes, uma doença que afeta, em média, um a três portugueses adultos».

 

Para João Araújo Correia, Presidente da SPMI, «através destas ações de consciencialização da população, conseguimos não só contribuir para uma melhoria da saúde de todos nós, como inclusive destacamos o papel do especialista de Medicina Interna no contexto hospitalar e na promoção da discussão pública e científica ligada às diversas temáticas da saúde».

 

VEJA TAMBÉM: TROCA DESNECESSÁRIA? ALIMENTOS DIET TAMBÉM PODEM LEVAR À DIABETES E OBESIDADE

 

A diabetes é uma doença crónica que se carateriza pelo aumento dos níveis de glicemia (açúcar no sangue), que provoca a deterioração dos vasos sanguíneos. As suas consequências são diversas, nomeadamente o maior risco de desenvolver doenças cardiovasculares, como o enfarte agudo do miocárdio ou a angina de peito, insuficiência renal ou cegueira.

 

Segundo o Observatório da Diabetes em Portugal, há 1 milhão de pessoas com diabetes no país e 500 mil pessoas que não sabem que têm a doença. Já no panorama mundial, cerca de 500 milhões de pessoas estão diagnosticadas com diabetes, um número que se prevê aumentar exponencialmente nos próximos anos.

Artigo anterior

Ranking: os alimentos mais deliciosos do mundo

Próximo artigo

Ílhavo: Prove a gastronomia que se faz a bordo dos bacalhoeiros