Home»LAZER»DICAS & VIAGENS»E a cidade mais cara do mundo é…

E a cidade mais cara do mundo é…

O estudo realizado pelo ‘The Economist Intelligence Unit’ revela as 10 cidades mais caras para se viver em 2017. O estudo baseia os cálculos no preço de pelo menos 160 produtos e serviços, incluindo alimentos, bebidas e vestuário. Nesta lista, Lisboa está em 28º lugar.

Pinterest Google+
PUB

Depois dos países mais felizes do mundo, é revelado hoje o índíce com as cidades mais caras do mundo. E Singapura lidera esta lista como a cidade mais cara do planeta. Já Almaty, a capital do Cazaquistão, é a mais barata, de acordo com um relatório feito pelo ‘The Economist Intelligence Unit’.

 

O estudo baseia os cálculos no preço de pelo menos 160 produtos e serviços, incluindo alimentos, bebidas, vestuário, artigos para o lar e artigos de higiene pessoal, entre outros, convertidos em dólares norte-americanos. Avaliou mais de 150 compras diferentes em 133 cidades do mundo inteiro para determinar onde os viajantes podem ir consoante o orçamento financeiro.

 

Veja também: O que não pode perder em Aveiro

 

O Extremo Oriente e a Europa Ocidental dominam o ranking. Singapura tem dominado o topo nos últimos quatro anos consecutivos,  e é seguida por Hong Kong, enquanto Zurique e as duas cidades japonesas Tóquio e Osaka  se exibem no top cinco. Seul, Genebra, Paris e Copenhaga também figuram entre os 10 primeiros (veja imagens das cidades na galeria acima). Londres caiu acentuadamente de sexto para 24º, relativamente ao ano passado. Cenário  possível graças ao valor da queda da libra esterlina desde o voto, em 2016, a favor de Brexit.para

 

Com as cidades britânicas a cair no ranking e as cidades asiáticas a subir, contam apenas quatro cidades europeias entre as 10 mais caras do mundo, de momento. Almaty, no Cazaquistão, conquistou o título da cidade mais barata do mundo. Depois de Almaty, Bucareste, Kiev e São Petersburgo oferecem os preços mais baixos. Além disso, as cidades da Índia também parecem uma boa aposta para os viajantes com pouco dinheiro.

 

Veja também: Este é o hotel mais seguindo no Instagram…

 

A cidade que mais caiu no ranking, de 26º para 51º, foi Manchester, Reino Unido. Os preços também caíram acentuadamente em Buenos Aires e numa série de cidades chinesas, tais como Pequim, Suzhou, Guangzhou, Tianjin e Dalian.

 

Apesar de superar o ranking, Singapura ainda oferece um valor acessível em algumas categorias, em comparação com os seus pares regionais. «Em categorias como cuidados pessoais e materiais para uso doméstico, Singapura permanece significativamente mais barata do que os seus pares, embora permaneça a cidade mais cara no mundo para comprar ou conduzir um carro, bem como o segundo destino mais caro para comprar roupa», lê-se no relatório. Veja o top 10 na galeria acima.

Artigo anterior

Diamante rosa de 56 milhões de euros vai voltar a leilão

Próximo artigo

Passatempo Mark AVON