Home»VIDA»ALTERNATIVAS»Dulce Regina: «Muitas vezes, as almas gémeas encontram-se, mas não conseguem viver como marido e mulher»

Dulce Regina: «Muitas vezes, as almas gémeas encontram-se, mas não conseguem viver como marido e mulher»

É de braços abertos que Dulce Regina recebe a jornalista da Mood. Numa conversa informal e num tom descontraído, a astróloga partilha os temas do livro ‘Alma Gémea’, numa altura em que se encontra a promover a 3ª edição da publicação.

Pinterest Google+

Ao olhar para a capa do livro, imediatamente somos confrontados com um subtítulo intrigante: ‘O Encontro e a Busca’. Estamos habituados à ordem inversa…

Depois de encontrar a alma gémea é que se vai buscar o autoconhecimento. As pessoas que passam por essa experiência querem entender o porquê dessa relação que normalmente é uma relação muito forte e que não tem uma explicação racional. Pode acontecer essa outra pessoa estar comprometida ou existir interesses sociais diferentes, como a religião. São várias as situações que podem impedir o relacionamento.

 

Comprar o ‘Alma Gémea’ é ter acesso a que tipo de conteúdos?

Eu acho que as pessoas se vão identificar muito com o livro porque talvez já tenham encontrada a alma gémea sem o saberem, vão sentir que realmente existe uma interação diferente com uma alma gémea. Eu não falo só sobre a alma gémea, falo sobre a lei do karma e da encarnação. É um livro que contém muita informação ligada ao autoconhecimento.

 

Veja a galeria: Os casais mais compatíveis do zodíaco

 

Ouve-se muito falar sobre este conceito, mas muitas pessoas não entendem o seu verdadeiro significado. O que é realmente o karma?

Karma é a lei da causa-efeito, ou seja, o que nós plantamos, nós colhemos. A palavra vem do sânscrito e significa criar. Então é algo bom e mau simultaneamente, quem cria energias positivas, colhe coisas positivas. Posto isto, o karma negativo é quando nós temos algo que possa prejudicar outras pessoas. O karma está muito relacionado com a culpa. Quando faço algo mau a alguém, eu culpo-me por isso. A pessoa vai ficar com raiva ou ódio de mim e eu vou estar ligada a essa pessoa durante muitas encarnações para me poder redimir e equilibrar o karma.

 

Como podemos saber quem é a nossa alma gémea?

O espírito é só um e ele desmembra-se em dois: o masculino e o feminino. Esses dois espíritos subdividem-se em 11 espíritos masculinos e 11 femininos, ou seja, ao todo são 24 espíritos que compõem a mesma centelha divina. Normalmente, as relações são kármicas e uma relação entre almas gémeas não é uma coisa que se encontre ao virar da esquina, é algo mais profundo. Nós temos uma única alma gémea matriz e temos as almas gémeas companheiras que fazem parte da nossa energia.

Artigo anterior

Video mapping volta ao Terreiro do Paço

Próximo artigo

Antonio Banderas vai ser Gianni Versace