Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Doces do Algarve mostram-se (e competem) durante três dias em Lagos

Doces do Algarve mostram-se (e competem) durante três dias em Lagos

Todos os anos, desde 1987, o ritual repete-se. No último fim-de-semana de julho, Lagos transforma-se na capital artística da doçaria algarvia, com a realização da Feira Concurso Arte Doce. À doçaria regional, juntam-se os produtos regionais, o artesanato e a animação musical.

Pinterest Google+

Entre 27 e 29 de julho, Lagos recebe a 31ª edição da Feira Concurso Arte Doce, este ano dedicada ao tema ‘Lagos e o Mar – Terra de Descobertas’. Assi, tratando-se também de um concurso, esperam-se inúmeras criações alusivas ao mar e às descobertas portuguesas.

 

«Lagos manteve, desde sempre, uma forte ligação ao mar, com grande relevância nos séculos XV e XVI, pois foi aqui que o Infante D. Henrique armou as caravelas que alcançaram a costa de África, dando início à epopeia dos Descobrimentos Portugueses, e de onde partiu Gil Eanes, o navegador natural de Lagos que ousou desafiar os medos e demonstrou que o Mundo não acabava no Cabo Bojador e que o mar não era povoado por monstros marinhos, como rezavam as lendas», revela a Câmara Municipal de Lagos, organizadora do evento, no seu site.

 

VEJA TAMBÉM: PRAIAS TRANQUILAS NO ALGARVE

 

Para além da doçaria típica, confecionada sobretudo à base de amêndoa e figo, juntam-se os produtos regionais, o artesanato e a animação musical. Este ano, o Complexo Desportivo de Lagos – Pavilhão Municipal recebe Digo Piçarra (27 julho), Gisela João (28 julho) e Nelson Freitas (29 julho). A entrada é gratuita.

 

Lagos é uma das cidades algarvias mais procuradas pelas suas praias de areia dourada e águas cristalinas, pela beleza paisagística da sua baía e pelo seu legado arquitetónico.

 

Artigo anterior

Sapatilhas solidárias no combate à violência doméstica

Próximo artigo

Prepare o seu filho para não se perder