Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Distúrbios da tiroide afetam um milhão de portugueses, mas muitos continuam por diagnosticar

Distúrbios da tiroide afetam um milhão de portugueses, mas muitos continuam por diagnosticar

No Dia Mundial da Tiroide, assinalado a 25 de maio, especialistas alertam para a importância de reconhecer os sintomas, uma vez que uma sondagem internacional revela que quase um terço das mulheres não consegue explicar o que é um distúrbio da tiroide.

Pinterest Google+
PUB

Participaram neste inquérito mulheres de sete países, sendo que foi evidente a tendência destas para culparem as suas escolhas relativamente ao seu estilo de vida pela presença de sintomas que podem ser provocados por um distúrbio da tiroide. Quase metade (49%) das participantes afirmou que culpa as escolhas do seu estilo de vida por se sentirem inquietas ou terem dificuldade em dormir, enquanto 40% culparam as escolhas do seu estilo de vida por se sentirem deprimidas, ansiosas e cansadas. Na realidade, estes são também sintomas de uma doença tiroideia. Esta tendência de responsabilizar o estilo de vida pelos sintomas apresentados pode ser ainda exacerbada pelo facto de que quase um quarto (23%) das participantes se lembrarem de contar a um amigo ou familiar, que se sentiam deprimidas, ansiosas ou frequentemente irritadas, enquanto 19% admitem sentir-se cansadas ou com falta de energia todos os dias.

Esta sondagem evidenciou porque é que é tão difícil a deteção da doença tiroideia. Repetidamente, as participantes não associaram sintomas como dificuldade de concentração (29,6%), dificuldade em engravidar (30%), redução de movimentos peristálticos (intestino lento) e obstipação (29%) à doença da tiroide.6 Uma característica da doença tiroideia, que dificulta a sua deteção, é que as hormonas produzidas pela tiroide ajudam a regular múltiplas funções no organismo. Assim sendo, os sintomas podem ser diversos e não específicos ou exclusivos da doença.7

 

Veja também: Razões escondidas que provocam cansaço

 

«Apesar das doenças da tiroide serem muito frequentes, são ainda pouco conhecidas e valorizadas. Além disso, muitas pessoas não sabem o que é a tiroide nem reconhecem a sua função no organismo. O que é pretendido com esta campanha é encorajar as pessoas a reconhecer os sintomas e a consultar o seu médico, em vez de se culparem e atribuírem os seus sintomas à vida quotidiana. Um diagnóstico adequado através de um simples exame de sangue ajuda a verificar se a glândula tiroideia está a funcionar normalmente e pode fazer toda a diferença para uma maior qualidade de vida», acrescenta Celeste Campinho, presidente da Associação das Doenças da Tiroide.

 

«As doenças da tiroide, nomeadamente o hipotiroidismo, têm um grande impacto na qualidade de vida dos doentes, mas, ao mesmo tempo, têm um fácil tratamento”, daí a importância de “um rápido diagnóstico para um tratamento adequado», refere Maria João Oliveira.

 

Sobre as doenças da tiroide

Existem múltiplas doenças da tiroide. Algumas caraterizam-se pelo incorreto funcionamento da tiroide. A tiroide produz e liberta para a circulação sanguínea duas hormonas, a triiodotironina (T3) e a tetraiodotironina (T4 ou tiroxina), essenciais para o normal funcionamento e desenvolvimento do nosso organismo, uma vez que exercem múltiplos efeitos no metabolismo, regulam a temperatura corporal, a frequência cardíaca e tensão arterial, o funcionamento dos intestinos, o controlo do peso, dos estados de humor, entre outras funções. As doenças tiroideias mais conhecidas são o hipertiroidismo e o hipotiroidismo, sendo que ambas têm sintomas e causas diferentes.

 

Hipotiroidismo, ou hipoatividade da tiroide, ocorre quando os níveis hormonais produzidos pela tiroide são insuficientes. Em consequência, as células do corpo não recebem níveis de hormonas suficientes para funcionar corretamente levando a uma diminuição do metabolismo. O hipotiroidismo pode ter origem em diversas causas, sendo as mais frequentes a doença autoimune, lesão da tiroide, falta ou excesso de iodo, e tratamentos de radioterapia. Sem tratamento, os sintomas de hipotiroidismo vão progredir, podendo causar complicações mais graves e até mesmo causar a morte. Alguns dos sintomas relacionados com baixos níveis de hormonas tiroideias são obstipação, falta de motivação, falta de concentração, depressão ou aumento de peso.

Artigo anterior

É hora de liderar!

Próximo artigo

Joana Duarte lança linha de fitness