Home»FOTOS»Dieta mediterrânica incrementada com iogurte e queijo melhora saúde cardiovascular

Dieta mediterrânica incrementada com iogurte e queijo melhora saúde cardiovascular

Pesquisa realizada na Austrália verificou que acrescentar mais porções de lacticínios à dieta mediterrânica melhora a saúde cardiovascular, sendo mais eficaz até que a redução de gordura.

Pinterest Google+
PUB

Novas pesquisas da Universidade do Sul da Austrália (UniSA) mostram que uma dieta mediterrânica incrementada com laticínios melhoram significativamente os desfechos de saúde das pessoas com risco de doença cardiovascular, sendo esta dieta ainda mais eficaz do que uma com baixo teor de gordura.

 

A doença cardiovascular leva a vida de 17,9 milhões de pessoas todos os anos, representando 31% de todas as mortes globais, segundo a Organização Mundial da Saúde. Dietas com baixo teor de gordura são frequentemente recomendadas como planos alimentares adequados para aqueles que procuram reduzir os seus fatores de risco para doenças cardiovasculares.

 

VEJA TAMBÉM: COMO ALMOÇAR BEM FORA DE CASA

 

Neste estudo da UniSA, publicado pelo American Journal of Clinical Nutrition, os pesquisadores compararam os benefícios de saúde da dieta mediterrânica suplementada com dois a três porções de laticínios por dia e uma dieta genérica de baixo teor de gordura.

 

Os resultados mostram que a dieta mediterrânica suplementada melhorou significativamente a pressão arterial, a frequência cardíaca, o colesterol, o humor e a função cognitiva. Alexandra Wade, autora do estudo, diz que a nova dieta desafia a perceção popular do que é considerado saudável. «Esta dieta está rapidamente a ganhar a reputação como a dieta mais saudável do mundo e é reconhecida por proporcionar melhor saúde cardiovascular e cognitiva», comenta.

 

VEJA TAMBÉM: SABE COMO COMBINAR OS ALIMENTOS? HÁ TODA UMA QUÍMICA POR TRÁS

 

Mas também é mais rica em gordura, o que pode ser um impedimento para as pessoas que procuram adotar um plano alimentar mais saudável, especialmente se não perceberem a diferença entre gorduras saudáveis ​​e insalubres. «Dietas com baixo teor de gordura são frequentemente recomendadas para melhorar a saúde do coração e elas ainda são percebidas como saudáveis. Este estudo mostra que a nova dieta mediterrânica suplementada funciona melhor do que uma dieta genérica de baixo teor de gordura, garantindo melhores resultados de saúde para pessoas em risco de doença cardiovascular», remata.

 

A dieta mediterrânica típica inclui azeite extra virgem, fruta, legumes, nozes, sementes, legumes, pães integrais, massas e cereais, consumo moderado de peixe e vinho tinto e baixo consumo de carne vermelha, alimentos doces e processados. Também inclui 1-2 porções de alimentos lácteos (700-820mg de cálcio). A nova dieta permite três a quatro porções de produtos lácteos.

 

Artigo anterior

Natal fit: Bombons vegan de chocolate e avelã

Próximo artigo

Novo diretório family friendly quer ajudar as famílias portuguesas