Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Dia da Sobrecarga da Terra assinala-se a 28 de julho

Dia da Sobrecarga da Terra assinala-se a 28 de julho

Já esgotámos todos os créditos ambientais e, a partir de hoje, o planeta começa a viver de crédito ambiental, segundo a Global Footprint Network.

Pinterest Google+
PUB

Todos os anos, o Dia da Sobrecarga da Terra (Earth Overshoot Day) marca a data em que a humanidade usou todos os recursos biológicos que a Terra pode renovar durante todo o ano. Em 2022, a data assinala-se a 28 de julho, segundo a Global Footprint Network, mais cedo do que no ano passado.

 

Mais de 50 anos a ultrapassar os recursos  levaram a um mundo onde a seca e a insegurança alimentar são agravadas por temperaturas anormalmente quentes. A humanidade continua a aumentar o seu défice ecológico anual, dois anos após as reduções de utilização de recursos induzidas pela pandemia terem atrasado excepcionalmente a data – em 2020 a data assinalou-e a 22 de agosto.

 

“Entre a pandemia, padrões climáticos mais selvagens, e o ressurgimento ou intensificação de guerras em vários continentes que levam à insegurança alimentar em massa, a importância de promover a segurança dos recursos para apoiar a prosperidade económica está a tornar-se cada vez mais crítica para as cidades, países e entidades empresariais”, disse em comunicado o presidente da Global Footprint Network, Mathis Wackernagel.

 

VEJA TAMBÉM: SAIBA O QUE OS OCEANOS REPRESENTAM PARA A VIDA NA TERRA

 

Como inverter o crédito ecológico

Muitas soluções eficazes e economicamente benéficas já existem actualmente para inverter o crédito ecológico e apoiar a regeneração biológica. As oportunidades provêm de todos os sectores: tecnologias ou serviços comercialmente disponíveis, estratégias de desenvolvimento do governo local, políticas públicas nacionais, ou melhores práticas apoiadas por iniciativas da sociedade civil e do meio académico.

 

A plataforma Poder das Possibilidades  mostra muitos exemplos ordenados pelos cinco principais pilares de intervenção: biosfera saudável, energia, alimentação, cidades, e população.

 

Por exemplo, passar para redes inteligentes e maior eficiência nos nossos sistemas eléctricos seria #MoveTheDate 21 dias. A redução do desperdício alimentar para metade #MoveTheDate 13 dias. O cultivo de árvores com outras culturas na mesma terra, também conhecido como cultivo entre árvores, #MoveTheDate 2,1 dias, entre muitas outras.

Todos os anos, o Dia da Sobrecarga da Terra marca a data em que a humanidade utilizou todos os recursos biológicos que a Terra regenera durante todo o ano. A humanidade utiliza actualmente 75% mais do que aquilo que os ecossistemas do planeta podem regenerar – ou “1,75 Terras”.

 

Desde o Dia da Superação da Terra até ao final do ano, a humanidade opera com gastos deficitários ecológicos. Esta despesa deficitária é actualmente a maior desde que o mundo entrou em excessos ecológicos no início da década de 1970, de acordo com as National Footprint & Biocapacity Accounts (NFA) baseadas em conjuntos de dados da ONU agora produzidos pela FoDaFo e pela Universidade de York.

 

Artigo anterior

Hepatite C: epidemia silenciosa

Próximo artigo

Da dieta vegetariana à flexitariana: como reduzir a proteína animal