Home»ATUALIDADE»ESPECIALISTAS»Desfrute do caminho para saborear o destino

Desfrute do caminho para saborear o destino

Pinterest Google+

Se compararmos o sexo com uma viagem Lisboa/Porto, podemos analisar várias maneiras de desfrutar do caminho.

 

Se estivermos com pressa e focados apenas no destino, vamos optar por utilizar a autoestrada que embora tenha bonitas paisagens tudo passa muito depressa e temos pouco tempo para colocar os nossos sentidos em funcionamento. O objetivo final é cumprido, chegamos depressa, mas outras possibilidades ficaram pelo caminho. Será sempre uma opção, pois nem sempre tempos tempo para contemplar e nem todos somos dados a esse tipo de pratica.

 

Por outro lado, se estivermos, por exemplo, de férias e se gostarmos de descobertas, temos a hipótese de ir pela nacional podendo parar aqui e ali e conhecer um pouco do nosso país. Abrir a janela do carro e sentir os cheiros característicos, almoçar a meio caminho e saborear a gastronomia local, ouvir os sons da natureza e sentir-se deslumbrado num miradouro algures no trajeto, são privilégios de quem se dá ao luxo de saborear a vida.

 

Não tenhamos ilusões de que a forma de viver a sexualidade é muito diferente da forma como vivemos a nossa vida. Em geral uma é reflexo de outra e vice-versa. É natural que nem sempre tenhamos tempo ou disponibilidade mental para determinado tipo de experiências, mas no sexo é a mesma coisa.

 

Há envolvimentos sexuais diferentes com propósitos diferentes e condicionados por envolvências e cenários diferentes. Se não temos muito tempo para dedicar a uma relação, também não podemos esperar ter muito tempo para desfrutar de momentos de intimidade profundos. É tudo uma questão de opção. Se a nossa vida apenas nos permite andar de autoestrada a mais de 100km/h, não podemos querer sentir-nos envolvidos nem inspirados pelo que nos rodeia.

 

Viver de forma superficial e reunir o máximo de experiências num mínimo espaço de tempo é uma opção tão válida como viver de forma lenta saboreando cada momento. Apenas temos de decidir que estilo de vida queremos e aprender a tirar proveito do que escolhemos. De qualquer modo, é de Sexo Gourmet que se trata nestas 10 dicas e, por isso mesmo, farei aqui a apologia da vida em modo lento como quem prepara e saboreia uma refeição única com ingredientes de primeira, cozinhados em lume brando e com requintes de chefe credenciado.

 

Para usufruir de uma interação sexual e beneficiar da sua capacidade nutritiva, é indispensável entregar-se ao que está a fazer. Estar consciente do que sente e do que gosta, ou não, prolongar sensações e potenciar emoções, são condições para um resultado de qualidade. Por vezes, partir sem destino é um desafio interessante. Ir à descoberta pode ser o ingrediente mistério que fará do momento uma daquelas recordações para o resto da vida.

 

Por vezes, é necessário não ter um destino concreto para se conseguir dar importância ao que acontece no caminho. Partir à descoberta do próprio corpo ou do parceiro sem se concentrar no orgasmo pode ser um propósito válido. Muitas vezes em terapia são propostas estratégias que permitam aos indivíduos retirar o foco das áreas genitais para permitirem identificar sensações ao longo de todo o corpo, descobrir novas sensações, formas de reagir ou segredos guardados em zonas que normalmente não recebem estimulação. Estas são formas de saborear o caminho retirando a atenção do destino. Outra das formas criativas de entender o sexo pode ser mudar o destino. O destino não tem de ser sempre o orgasmo pode ser apenas relaxar os músculos do corpo ou chegar a um estado de consciência corporal que lhe permita calibrar a relação que tem com ele.

 

Tudo é possível basta estar consciente das suas intenções e entender que o orgasmo, embora importante, não é o único caminho a atingir num envolvimento sexual. Por vezes, uma boa dose de beijos e abraços faz mais pelos seus intervenientes do que um orgasmo fugaz. Permita-se explorar o potencial de prazer escondido no seu corpo e mente, desafie o parceiro para uma viagem inesquecível onde vale tudo, até o orgasmo! Sinta-se em paz com as suas opções e entregue-se a um caminho lento e saboroso…seja feliz!

Artigo anterior

Glamping é a nova tendência de acampamento

Próximo artigo

Celebridades apoiam Jennifer Aniston na luta contra os media