Home»BEM-ESTAR»COMPORTAMENTO»Descomplicar os exames nacionais…

Descomplicar os exames nacionais…

Aproxima-se a passos largos a tão temida época dos exames nacionais. Os nervos aumentam, a ansiedade paira no ar e parece que as horas passam a correr, fazendo com que o tempo não chegue para tudo.

Pinterest Google+
PUB

Mas nada temas, nem tudo está perdido, deixo-te a receita descomplicada para te ajudar a brilhar nos exames nacionais.

 

500 g de planeamento

O segredo do sucesso é planear. Definir o que estudar e quando estudar. Para facilitar faz uma revisão geral de toda a matéria, verifica quais são os pontos mais importantes, quais tens mais dificuldades e quais dominas. De seguida elabora um plano realista com dia e hora e conteúdo a estudar.  Não te esqueças, não deixes nada por estudar, baseado no mito de “isto já saiu no ano anterior, não vai sair de certeza”, pois podes ter uma surpresa desagradável.

 

VEJA TAMBÉM: QUER FAZER UM BOM EXAME? CONTE A UM AMIGO O QUE APRENDEU

 

400 g de foco

De nada adianta teres um plano brilhante se não o cumpres, pelo que é fundamental o teu foco ser no plano estabelecido. Lembra-te que há tempo para tudo e centra-te na tua prioridade atual, estudar. Em breve esta época acaba e vais ter oportunidade de usufruíres das tuas férias de verão. Para ajudar neste foco, não esqueças, apesar de ser difícil, de te manteres offline. Elimina dispositivos tecnológicos que te possam distrair e desativa todas as notificações das redes socias e grupos de WhatsApp.

 

350 g de bom senso

Não sejas rígido e inflexível. Se sentes que o estudo não está a fluir faz uma pausa. Faz algum exercício, alimenta-te, distrai-te. Quando voltares ao estudo, vais ver que terás muito mais energia.  O cérebro precisa de um descanso, um momento para apagar as preocupações e retomar a tranquilidade. O trabalho ininterrupto sobrecarrega-o, gerando sintomas de stress, ansiedade e exaustão, que comprometem integralmente o bom rendimento.

 

300 g de criatividade

A criatividade ajuda a encontrar novas formas de estudar. Tem em mente, que “vale tudo”, desde que não te afastes do plano inicial.  Desde escreveres, o que te ajuda a estar mais concentrado, a gravares a matéria e ouvires, a fazeres videochamadas para discutires a matéria com os teus colegas ou uma versão mais colorida, organizar o estudo por cores com marcadores fluorescentes ou até espalhares post-its pelo teu quarto com conceitos-chave. Possibilidades não faltam e explora-as ao máximo.

200 g otimismo

Otimismo para controlar pensamentos mais negativos e fatalistas. Só assim é possível que a tua mente seja a tua melhor aliada durante tempos difíceis. Perante os pensamentos negativos, racionaliza. Se, por exemplo surgirem pensamentos como “vou falhar e ter uma má nota”, o que precisas de fazer é racionalizar procurando factos e análises reais da realidade. Podes fazer perguntas como, que factos me levam a achar isso? Em que se baseia esta ideia? Quando as fazes rapidamente percebes que não faz sentido o pensamento negativo.

 

150 g resignação

Resigna-te, não tens o controlo sobre a informação que vai sair no exame. No entanto, podes controlar as tuas reações e comportamentos face a essa realidade. Adota uma postura positiva e lembra-te tudo o que nos focamos aumenta de importância.

 

150 de concentração

Concentração ingrediente secreto no dia do exame. Não deixes que pensamentos negativos e crenças limitadoras te impeçam de revelar todo o teu potencial. Estudaste, sabes a informação agora é altura, sem hesitação a colocares lá. Não dês ao exame uma importância que não tem.

 

Por último junta uma pitada de confiança, será o ingrediente secreto para revelares todo o teu potencial e atingires o sucesso.

Descomplica!

Artigo anterior

Porque deve usar chinelos com moderação

Próximo artigo

Qual o biquíni que favorece o seu tipo de corpo?