Home»ATUALIDADE»ESPECIALISTAS»Depois dos excessos…

Depois dos excessos…

Se está preocupado porque acha que exagerou nas ceias do Natal e do final do ano, acalme-se, porque embora tenha aumentado o peso ainda existem possibilidades de o perder.

Pinterest Google+

Aproveite que o ano só está a iniciar-se agora e mentalize-se que tem que adoptar hábitos alimentares mais saudáveis para evitar os tais “quilinhos” a mais. Uma reeducação alimentar nem sempre é fácil de começar, mas se está motivado e empenhado em mudar os seus maus hábitos alimentares, com certeza que vai atingir os seus objetivos.

 

Deixe de seguir as dietas da moda e que abundam nestas alturas pelas revistas e pelos jornais, umas indicam a perda de peso em poucos dias, outras, para além de referirem a perda de peso, utilizam alimentos que em nada são saudáveis, outras ainda levam a restrições alimentares muito grandes. E qual o resultado? Mais uma vez se desiste rapidamente. O melhor conselho é adoptar uma nova postura diante dos alimentos e adequar a alimentação às suas necessidades.

 

Para alcançar esta meta, leia os conselhos seguintes, que, para além de serem bastante simples, são muito eficientes!

– Inicie sempre as refeições pela sopa, saladas frescas e/ou legumes cozidos e, só depois, coma o prato principal.

– Consuma frutas frescas e da época, vegetais e cereais para aumentar a ingestão de fibras, melhorando, assim, o funcionamento intestinal e a eliminação do colesterol.

– Aumente o consumo de água. Mas evite ingerir muitos líquidos durante as refeições. Deve-se beber 30 minutos antes ou então passado 1 hora e meia a 2 horas após a refeição.

– Prefira a ingestão de água e sumos naturais de frutas aos refrigerantes.

– Consuma alimentos diversos, para suprir as necessidades de todos os nutrientes.

– Reduza e não elimine totalmente os alimentos que gosta! O prazer de ingeri-los não deve ser completamente restringido. Apenas diminua a frequência e a quantidade do seu consumo.
– Mastigue os alimentos devagar, num local calmo e silencioso. Assim, não se distrai enquanto estiver a comer, como por exemplo não faça a refeição enquanto vê televisão, lê o jornal ou está no meio de uma discussão. Isto porque pode desviar a sua atenção do alimento, e faz com que perca a noção do que comeu e da quantidade que comeu, ou por outro lado deixa de comer.

Artigo anterior

Ano novo, corpo novo!

Próximo artigo

Vinhos biológicos têm mais qualidade