Home»ATUALIDADE»ESPECIALISTAS»Dentes do siso: mitos e verdades

Dentes do siso: mitos e verdades

O terceiro molar (dente do siso) é, hoje em dia, considerado um órgão vestigial. Quer isto dizer que é um dente que já não apresenta função e tem tendência a desaparecer com o avanço dos anos.

Pinterest Google+

O dente do siso tinha a função de triturar os alimentos duros e crus que os nossos antepassados consumiam. Com a nossa dieta atual, a utilização deste dente tem-se reduzido.

 

Também o tamanho da mandíbula tem vindo a reduzir. Com o passar dos séculos, a nossa anatomia tem vindo a alterar-se e a nossa arcada dentária diminuiu de tamanho, fazendo com que haja menos espaço para os terceiros molares, que erupcionam por volta dos 17 a 21 anos. Por estes motivos, são alvo de alguns mitos e dúvidas sobre a sua permanência na arcada dentária ou extração. Vamos esclarecê-los.

 

1 – Algumas pessoas nascem sem o dente do siso – Verdade

Há pessoas que não apresentam o gérmen do terceiro molar, que origina este dente.

 

2 – O dente do siso pode “entortar” os outros dentes – Mito

Um dente apenas não consegue “entortar” todos os outros já erupcionados. O que pode causar o apinhamento dentário é a falta de espaço e a forma como ocluimos.

 

3 – O dente do siso está exposto a cárie mesmo antes de erupcionar – Mito

O dente só fica sujeito a lesão de cárie quando começa o seu processo de erupção. Tal acontece porque pode haver uma parte da gengiva que ainda recobre o dente e que facilita a acumulação de comida. Nestes casos, se o dente for viável, faz-se um recorte gengival para remover esse pedaço de tecido e expor o dente. Caso não haja espaço suficiente, opta-se pela extração do mesmo.

 

4 – O dente do siso é maior do que os outros molares – Mito

Não existe um padrão para o seu tamanho. Pode ser pequeno ou grande, ter várias raízes ou uma forma anómala.

 

5 – O repouso é necessário após a extração do dente do siso – Verdade

A extração do dente do siso é um procedimento cirúrgico e, como tal, recomenda-se repouso que dependerá da complexidade da extração.

 

6 – É preciso esperar os dentes nascerem para retirá-los – Mito

Os dentes do siso podem ser extraídos quando ainda não estão visíveis na arcada. Através de uma radiografia, é possível ver a posição dos mesmos e se tem indicação para ser extraído mesmo antes de nascer (até porque alguns ficam retidos ou inclusos).

 

7 – Quando um dente do siso é extraído, os restantes também deverão ser removidos – Mito

A extração de um dente do siso não implica necessariamente a remoção dos restantes. No entanto, aconselha-se a fazer a extração dos dois dentes do mesmo lado (superior e inferior) por causa da extrusão dentária, ou seja, o dente que permanece na arcada tenderá a “descer” ou “subir” para encontrar o seu antagonista.

 

Artigo anterior

Porto recebe primeira loja Castro dedicada aos pastéis de nata

Próximo artigo

Previsões astrológicas para o mês de março de 2020