Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»DECO sugere alternativas mais baratas à curgete

DECO sugere alternativas mais baratas à curgete

Batata-doce, chuchu e couve-flor são alternativas nutricionais muito mais baratas do que a curgete, cujo preço por quilo oscila bastante, chegando a rondar os €6 nas épocas mais frias. Atualmente, já se encontra a 2,79 euros.

Pinterest Google+
PUB

Uma vez que nos últimos meses a curgete tem atingido preços por quilo muito elevados, a DECO sugere agora alternativas a este legume igualmente nutritivas e muito mais baratas.

 

Nas suas rondas pelos supermercados, a Associação de Defesa do Consumidor revela que encontrou a curgete a granel a € 5,99 por quilo, «um preço digno de um ingrediente gourmet», revela em comunicado.

 

Veja também: O poder dos alimentos termogénicos

 

Entretanto, os preços já desceram. Segundo a última ronda da DECO, o preço encontra-se agora num intervalo entre € 1,39 e 2,79 euros. Apenas as biológicas continuam mais caras, a cerca de € 5 por quilo.

 

A DECO sugere, por isso, alternativas a este legume igualmente nutritivas. Se é verdade que a curgete contém um elevado teor em água, assim como quantidades interessantes de potássio, magnésio, ferro, vitamina B9 (ácido fólico) e vitamina C, a batata-doce, por exemplo, contém propriedades igualmente interessantes e, por quilo, custa entre 0,85 e 2,50 euros. Mais: contém vitamina A e C, cálcio e fibra e o índice glicémico é mais baixo, ou seja, a subida do açúcar é mais lenta, uma vantagem sobretudo para quem quer perder peso.

 

Veja também: Sinergia alimentar: pares perfeitos na alimentação

 

A associação refere que a variedade nutricional dos legumes oferece margem para substituir a curgete por outros mais baratos.   Com vitamina C, fibra e poucas calorias, a couve-flor é outro legume que substitui a curgete, oscilando entre € 1,19 e € 3,50 por quilo. De sabor suave, tal como a curgete, o chuchu também é rico em fibras e tem baixo teor calórico. Contém ainda vitaminas A, B e C, bem como fósforo, ferro e cálcio. Por quilo de chuchu, paga a partir de 1,69 até 3,99 euros.

 

Artigo anterior

Exposição sobre Amy Whinehouse no Jewish Museum em Londres

Próximo artigo

Estudo português revela que 20% dos adolescentes já se autolesaram