Home»VIDA»CARREIRA»DECO confirma que pagamentos por telemóvel são seguros

DECO confirma que pagamentos por telemóvel são seguros

A Associação de Defesa do Consumidor analisou a nova aplicação MB Way e concluiu que é tão segura como usar um cartão de débito normal

Pinterest Google+

A DECO analisou a aplicação para dispositivos móveis lançada pela Sociedade Interbancária de Serviços (SIBS) e concluiu que é tão segura como utilizar um normal cartão de débito.

A aplicação MB Way surge para dar uma resposta segura, na sequência da proliferação dos dispositivos móveis no mercado e dos serviços a eles associados.

A aplicação permite pagar compras com o telemóvel, sem carregamentos ou custos de adesão. O único requisito é ter ligação a uma rede móvel ou a Wi-Fi. Neste momento, é possível descarregar a aplicação, mas para se registar e ativá-la precisa de um convite do seu banco, o que só acontecerá se este já tiver aderido à MB Way.

«Os nossos especialistas analisaram a app e concluíram que é um método de pagamento seguro, já que as transações são processadas pela SIBS – entidade responsável pela gestão da rede Multibanco. Na prática, está apenas a utilizar o seu cartão de débito no telemóvel, ou seja, nunca partilha os dados bancários com a loja. Além disso, a autenticação da transação é feita por si, através de um código PIN», explica a DECO.

Todas as comunicações são feitas com HTTPS (sistema que torna as comunicações seguras) e certificados de autenticação de cliente. «O seu dinheiro só fica em risco se alguém tiver acesso ao telemóvel e ao código PIN, ou seja, as vulnerabilidades são iguais às do cartão Multibanco. Mas, mesmo nesta situação, o MB Way permite uma segunda linha de proteção. Se o telemóvel tiver ativada a funcionalidade de bloqueio, pode impedir (ou pelo menos dificultar) o acesso à aplicação. A própria MB Way pode ser bloqueada e só funcionar depois do utilizador fazer login», acrescenta a associação.

Artigo anterior

HotTug: Um banho quente sobre água

Próximo artigo

Instagram invadido por rostos imaginários