Home»VIDA»ALTERNATIVAS»De volta à escola: mudança de rotina com a Ayurveda

De volta à escola: mudança de rotina com a Ayurveda

O retorno à escola é um momento de transição de ritmo e rotina diários que habitualmente impacta toda a família, e até a sociedade como um todo.

Pinterest Google+
PUB

Tal acontece em função do aumento do fluxo de movimento, com a recuperação do hábito de deixar as crianças na escola, ou o maior número de adolescentes e jovens nos transportes públicos, e em circulação de uma forma geral. Pode ser uma altura entusiasmante e emocionante, como pode também causar bastante ansiedade.

 

Esta transição é acompanhada de uma alteração do clima, que no hemisfério norte anuncia a chegada do Outono, a estação do ano do Vata. O Vata é constituído pelos elementos Ar e Éter. As qualidades do Vata são frias, leves, secas, subtis, arejadas, móveis, afiadas, fluidas, duras, ásperas e claras.

 

Cada um de nós nasceu com uma combinação única dos três doshas, porém os doshas também nos influenciam dependendo da hora do dia, estação ou estágio da vida em que estamos. As crianças estão na fase Kapha das suas vidas. O Kapha é composto pelos elementos Terra e Água. As qualidades do Kapha são frias, pesadas, húmidas, grosseiras, densas, estáticas, opacas, macias, suaves e turvas. Isso significa que eles prosperam especialmente na estabilidade e na rotina. Para todos nós, viver em alinhamento diário com as energias dos nossos doshas (a nossa constituição matriz) ajuda a manter o Vata sob controle. O Vata é o mais mutável dos doshas, e é também o mais fácil de se desequilibrar e o mais fácil de recuperar. As crianças são ainda mais suscetíveis a esse fluxo natural.

 

VEJA TAMBÉM: NIDRA: ADORMECER COM A AYURVEDA

 

Rotina Ayurvédica para crianças e jovens estáveis e equilibrados

A forma mais direta de inspirarmos os nossos filhos a seguirem uma rotina saudável é criarmos para nós mesmos um ritmo diário, um alimentação cuidada e práticas de autocuidado que estimulem, pelo bom exemplo, a integração de uma rotina equilibrada. Ainda que inicialmente as crianças e os jovens possam contestar e fugir aos hábitos saudáveis praticados em casa, os valores da prática estão a ser inevitavelmente absorvidos por eles.

 

A rotina é o óleo que mantém a engrenagem no Vata estabilizada. Sabendo que o Kapha prefere naturalmente seguir um ritmo diário, e que o Vata se mantém em equilíbrio com um, aqui estão algumas diretrizes a serem lembradas durante esta época de transição:

 

– Definir e manter uma hora de dormir consistente. As crianças precisam de 9 a12 horas de sono por noite. Se necessário criar um Ritual do Sono que inclua a ingestão de uma infusão calmante 1h antes de deitar e algumas gotas de óleo essencial de lavanda na almofada.

 

– Deixar pelo menos duas horas entre o jantar e a hora de dormir para uma digestão ideal. Este ajuste pode implicar uma transição gradual para a antecipação no horário do jantar.

 

– Os jovens e adolescentes devem ser incentivados a acordarem no mesmo horário todos os dias. Compensar o sono perdido nos fins de semana perturba o ritmo circadiano do corpo. É importante eles tomarem consciência sobre os benefícios de dormir antes das 22h. Os nossos corpos processam tudo, desde o que comemos até nossas emoções do dia, durante o horário Pitta, das 22h às 2h. Quando estamos acordados durante esse período, interrompemos esse processo natural de desintoxicação.

 

– Proporcionar um pequeno-almoço com alimentos que estimulem o enraizamento. Cereais integrais quentes como a aveia ajudam a manter o Vata calmo e enraizado.

– Pode ser interessante iniciar um momento de meditação familiar ou um círculo de Gratidão que pode ter apenas a duração de um a dois minutos. Bastam apenas seis grandes respirações profundas que ajudem a definir um tom positivo para o dia, e/ou algumas palavras de agradecimento sobre o novo dia que começa.

 

– Estabelecer uma ou várias pausas diárias para integrar a sensação de ‘estar de férias’ todos os dias. As pausas têm o condão de ajudarem a rentabilizar melhor todos os períodos de atividade que se lhes seguem, já que a mente tende a fazer novas ligações quando pausamos. Basta tirar um momento adequado para olharmos pela janela, irmos até à rua fazermos algumas inspirações profundas, levantar-nos e alongar-nos.

 

– Conhecer o Prakriti (constituição ayurvédica) das crianças pode ajudar a orientar a gestão do seu tempo, e proporcionar maior equilíbrio e relaxamento.

 

As crianças do tipo Vata são criativas e um pouco mais independentes, mais naturalmente atraídas pela tecnologia. Contudo, carecem de enraizamento, por isso, andarem de descalços em casa, ou levá-los para fora de casa e convidá-los a colocarem pés na areia ou na terra é muito benéfico e nutritivo.

 

As crianças Pitta são líderes natos, e tendem a exagerar um pouco na intensidade que colocam nas coisas que fazem, pelo que beneficiam de atividades não competitivas, como a dança espontânea e passeios refrescantes à beira do mar ou de um lago.

 

As crianças Kapha são geralmente empáticas e solidários com os outros, tendendo à introspeção, pelo que é importante estimular o diálogo com elas sobre os seus sentimentos. Caminhar é uma ótima forma de movimentarem-se e relacionarem-se.

 

Alimentação de suporte

A inteligência dos nossos tecidos neuronais é nutrida pela inteligência da nossa alimentação. É importante comermos alimentos puros, naturais e de alta qualidade. Alimentos que foram geneticamente modificados, processados ou refinados perderam grande parte da sua inteligência e da sua vibração. De acordo com alguns vaidyas (especialistas ayurvédicos), estes alimentos perturbam o intelecto. Os alimentos frescos e acabados de confecionar são os melhores. Devemos, por isso, evitar alimentos enlatados ou conservados com aditivos e conservantes artificiais, ou alimentos que contenham cores e sabores artificiais.

 

A forma como chegamos à mesa e o modo como comemos a nossa comida afeta a inteligência da digestão. É melhor sentar-nos para comer, prestando atenção à comida com todos os nossos sentidos, ingerindo os alimentos num ritmo pausado e constante. Beber apenas líquidos quentes ou à temperatura ambiente e na quantidade suficiente para atender à nossa necessidade.

 

Pode ser adequado ingerirmos mais “alimentos para o cérebro”, que também pacificam o Vata, como leite de coco, ghee, azeite, nozes, frutas doces e suculentas, amêndoas embebidas, sementes de girassol, passas e tâmaras. Podemos beber sumos frescos – especialmente uvas escuras, maçãs, peras e mangas – feitos com um pouco de gengibre fresco, para fornecer nutrientes rapidamente à mente e ao corpo. Os vegetais de folhas verdes são uma excelente fonte de ferro e fibras. Para a sobremesa, mimar-nos com um batido de tâmara, um batido de manga ou pudim de arroz, pois eles ajudam a nutrir o cérebro.

 

Se surgir a necessidade de algo doce entre as refeições, podemos experimentar frutas doces, passas e tâmaras em vez de refrigerantes ou doces. Os vaidyas consideram especialmente prejudiciais os refrigerantes dietéticos com adoçantes artificiais. Duas tomas de alimentos com ghee por dia energizam o corpo e amente, trazem clareza mental e aprimoram o Ojas, o gerador da imunidade e da felicidade.

 

Fitoterapia para as mudanças de ritmo

Certas especiarias e ervas podem aumentar a capacidade intelectual e fomentar o estudo. A pimenta preta ajuda a limpar os shrotas, ou canais de fluxo no cérebro. As ervas mais recomendadas são o tulsi (manjericão sagrado), a salsaparrilha, os coentros, a erva-doce, os cominhos e o gengibre. A ideia é de “aquecer o corpo e esfriar a mente”. Outra planta muito usada para o estudo é o Brahmi, encontrada no ocidente como Centella asiatica. O Ashwagandha pode também ser recomendado pelo seu efeito adaptogénico sobretudo no início do período escolar para potenciar uma transição mais suave.

 

Dado que a chegada do Outono também anuncia a altura das primeiras chuvas e resfriados, na Ayurveda recomenda-se a toma de uma colher de sobremesa de Chyanwanprash como estimulante do sistema imunitário e prevenção para a época das gripes.

 

Todas as recomendações devem ser melhor ajustadas pela consulta de um médico ou terapeuta ayurvédico.

Artigo anterior

Recorde: Alimentos que fortalecem o sistema imunitário

Próximo artigo

Tenha a sua casa sempre perfumada