Home»BEM-ESTAR»COMPORTAMENTO»De nada aceite metade, merece mais!

De nada aceite metade, merece mais!

Vivemos em constante busca de encontrar o nosso lugar no mundo, na vida de alguém, no trabalho, no grupo de amigos. Mas tal não significa ter de se sujeitar a anular-se e a receber menos do que merece.

Pinterest Google+
PUB

Não queira e não aceite meia verdade, meia atenção, meio amor, meia amizade, meio trabalho.

 

Não aceite meia verdade, tem o direito de saber o que o outro tem na totalidade para dizer. Paute as suas relações pela frontalidade e sinceridade ou o relacionamento será pautado por desencontros e desgastes que impossibilitarão os verdadeiros encontros que nos enriquecem e nos permitem crescer e evoluir enquanto seres humanos.

 

Não fique contente com meia atenção.  Não se anule ou rebaixe para obter um mínimo de consideração de ninguém.  Humilhar-se rouba-lhe a possibilidade de se tornar alguém único, que tem algo especial a dar ao mundo. Merece mais do que meia atenção. Não tema, encontrará quem reconheça a sua importância por inteiro, quem se sentirá bem perto de si e que compartilhará os seus sonhos.

 

VEJA TAMBÉM: TÉRMINO DE UMA RELAÇÃO: FALHA OU RECOMEÇO?

 

Não queira meia amizade, não se contente com ausências de resposta, com mensagens breves, ou telefonemas apressados. Amizade pressupõe estar presente quando efetivamente é preciso. Não importa tanto a quantidade de tempo, mas sim a intensidade da proximidade pois tal demonstra a importância que tem na vida de alguém.

 

Não se contente com meio amor. Amor deve ser soma, acréscimo, totalidade. Não se ama uma pessoa pelo que ela tem, mas pelo que ela é, pelo modo como ela existe. Amar é um dar e pedir amor sem fim. O amor nunca está satisfeito, nunca enche a medida, nunca farta.

 

Não se fique pelo meio trabalho. O seu trabalho deve estar adaptado a si. Trabalhar deve ser algo que agregue, algo que acrescente valor. Pense, sempre que conhecemos alguém uma das perguntas imediatas que fazemos ou nos fazem, é o que faz, ou seja qual é o seu trabalho.

 

O trabalho estrutura as nossas vidas, confere-nos um propósito. Trabalhar com propósito implica não trocar apenas o seu tempo por dinheiro. Vai mais além. Implica sentir-se feliz a realizar as suas tarefas, implica reconhecer que o seu trabalho está alinhado com as suas paixões, com os seus valores. É sentir-se útil, porque as suas competências estão “ao serviço” de algo que acredita.

 

Não aceite “meias coisas”. Merece mais do que isso!

 

Como disse o poeta Miguel Torga, “Enquanto não alcances, Não descanses. De nenhum fruto queiras só metade.”

 

 

Artigo anterior

O que fazer com as emoções?

Próximo artigo

Do açúcar ao alcalino: mitos desmistificados sobre cancro