Home»ATUALIDADE»LANÇAMENTOS»De balões de festas a solas de calçado para crianças

De balões de festas a solas de calçado para crianças

Empresa de Felgueiras desenvolveu um processo que dá uma nova vida aos balões das festas de aniversário, para assim continuarem as animar as crianças com as suas cores coloridas.

Pinterest Google+
PUB

A ISI Soles, uma empresa sediada em Felgueiras que se dedica à produção de solas para calçado, apresenta a sua nova coleção de solas para os mais novos, feita a partir de resíduos de balões de festas.

 

O destaque desta nova coleção vai para as solas para criança fabricadas a partir de balões de festas e aniversários defeituosos. Um em cada 100 balões são produzidos com defeito e, não havendo até ao momento soluções para a sua reciclagem, o seu destino são aterros, onde se decompõem lentamente.

 

VEJA TAMBÉM: MARCA PORTUGUESA LANÇA FATOS DE BANHO FEITOS A PARTIR DE PLÁSTICOS RECOLHIDOS NO MAR

 

A ISI Soles desenvolveu um processo que permite incorporar nas suas solas balões defeituosos, criando assim solas para calçado ecológicas, baseadas na reciclagem de balões. «Uma sola confortável, durável e amiga do ambiente», diz Vítor Mendes, gerente da ISI Soles.

 

«São solas sustentáveis, que ajudam a proteger o planeta. A preocupação com o ambiente e a sustentabilidade é uma constante na ISI Soles. Procuramos constantemente novas matérias que que sejam possíveis de reciclar e incorporar nas nossas solas. Especialmente materiais e resíduos que não sejam biodegradáveis e para os quais a sociedade ainda não encontrou formas de as reciclar», sublinha o empresário.

 

SOLA DE SAPATO FEITA CPOM BALÕES

 

Esta não é a primeira experiência a recuperar resíduos, em 2020, a empresa lançou a coleção de solas feitas a partir bolas de ténis em fim de vida. «São dois produtos que, normalmente, vão para aterros, pelo que a sua reciclagem é uma efetiva mais valia para o meio ambiente», observa Vítor Mendes.

 

Tenistas experientes usam três bolas de ténis por jogo ou por sessão de treinos. Após este período, as bolas chegam ao fim do seu ciclo de vida. Por ano são fabricadas 300 milhões de bolas de ténis. Não havendo neste momento alternativa à sua reciclagem, as bolas acabam por ser encaminhadas para os aterros onde se decompõem lentamente.

 

 

Artigo anterior

Jejum: a reprogramação e purificação do corpo na Ayurveda

Próximo artigo

Elimine a fadiga crónica e viva com mais energia