Home»ATUALIDADE»ESPECIALISTAS»Dates e encontros virtuais

Dates e encontros virtuais

Pinterest Google+
PUB
  1. Gajo “eu só tenho uma foto de perfil”, a preto e branco de óculos escuros, meia cara, e outra ao longe, mesmo muito longe. Ou então dentro do carro ou da mota, também de óculos escuros. Tem frases de apresentação ao estilo “a felicidade é a razão de viver para o ser umano” (sim sem h mesmo).

 

  1. O casado ou namorado/amigo de uma amiga/conhecida tua. É aqui que está tudo lixado com f grande, e a partir daqui não voltas a conseguir olhar para a pessoa da mesma forma. Se for uma amiga tua, de verdade, contas-lhe e ficarás sempre com a culpa de teres sido tu o “segundo” passo para lhe acabar com a relação (o primeiro foi ele ter-se inscrito).

 

  1. O psico. Ele até parecia muito normal, uma cara simpática, não se despiu, aparenta a idade que tem, mas ao fim do segundo dia que fala contigo, e demoras mais que um minuto a responder já te diz: “demoras tanto tempo a responder, não me ligas nenhuma, não me digas que são assim tantos”. Se relevas e não o bloqueias, pede de imediato mil desculpas. No dia seguinte faz o mesmo, e acrescenta “as mulheres são todas iguais. Eu sou um tipo sensível e não merecia isto”. Recomendamos-lhe uma ida ao psicólogo.

 

  1. Gajo que é normal. Tem fotos vestido normalmente, de cara e eventualmente meio corpo, faz a abordagem do “olá” e consegues falar com ele vários dias seguidos. É normalmente com estes, com este tipo de abordagem, que ao fim de um tempo, se nos fizerem rir e não tiverem piadolas ordinárias nem oferecidas, que vamos tomar o tal café. É daqui saem as opções que se seguem:

 

  1. Sais com ele, vão tomar café ou almoçar depois de noites intermináveis no chat, e depois do primeiro encontro ele desaparece, é o tal “ghost”. Podes pensar duas coisas, ou não fez click e tens rapidamente de atualizar as fotos de perfil, porque essa de enganar os rapazes com fotografias das faculdade não está com nada, assustou-se com alguma parte do discurso trocado ou então é mesmo parvo.

 

  1. Continuam a falar e encontrar-se eventualmente, começam a cultivar uma amizade, começam a frequentar lugares comuns, na volta ainda saem com amigos e conhecem outras pessoas. Acabam por concluir que afinal sempre se consegue conhecer gente normal nestes circuitos.

 

  1. O desencontro. Achas piada a tudo, continuas a falar com ele após o primeiro encontro, e querem continuar a encontrar-se. Das duas uma ou ficas apanhada e a coisa dá para o torto e ficas na “fossa” ou então conheces o ”one in a million” e dá mesmo faísca e fogo-de-artifício (até hoje conheço apenas um caso de sucesso, de uma amiga próxima).

 

Estes são 12 os perfis tipo que relatei. Acredito que aprofundando os conhecimentos mais alguns se poderiam revelar, ou então não, porque a paciência não aguenta tanto conhecimento virtual.

 

Artigo anterior

O que visto no outono

Próximo artigo

Nova ‘app’ para iphone ajuda a detetar melanoma