Home»GLAMOUR»BELEZA»Cuidados a ter com a pele do rosto e do corpo

Cuidados a ter com a pele do rosto e do corpo

A pele é o maior órgão do corpo humano, a sua função passa por proteger-nos de todo o meio exterior, funcionando como a nossa capa, pelo que deve ser estimada. Fique a conhecer alguns cuidados a ter com a sua pele para a manter saudável e prevenir problemas futuros.

Pinterest Google+
PUB

 Que cuidados gerais devemos ter com a nossa pele do corpo?

Cada tipo de pele exige cuidados específicos, seja pele seca, oleosa ou sensível. No entanto, algumas rotinas são universais. Independentemente do seu tipo de pele, e estas estratégias vão ajudá-lo a mantê-la no seu melhor:

 

– Manter uma lavagem suave do corpo, sempre com um gel de banho mais hidrante, nunca com sabão rosa, azul ou de glicerina, pois são demasiado irritativos para a pele;

– Optar por banhos de água tépida e de curta duração;

 

– Secar a pele de uma forma suave e aplicar um creme hidratante, variando a sua textura consoante o tipo de pele, por exemplo, um creme mais gordo para peles mais secas, um creme mais fluido para peles normais a oleosas.

 

– Mantenha um estilo de vida saudável com uma alimentação cuidada, prática de exercício físico e sem tabaco.

 

E com o nosso rosto?

O nosso rosto, sendo a parte, junto com as mãos, mais exposta aos danos do ambiente externo (poluição, radiação UV, entre outros), será por essa mesma razão o local com o qual deveremos ter um cuidado acrescido. Além da fundamental limpeza suave da pele e da hidratação, devemos sempre aplicar um protetor solar de índice elevado (com fator de proteção solar 30+, 50+), durante todo o ano e mesmo que permaneça no interior de sua casa, pois é a melhor forma de diminuir o fotoenvelhecimento, bem como as doenças inerentes ao mesmo. Deverá ser o último produto a colocar no rosto para que a sua função não seja comprometida.

 

Adicionalmente ao creme hidratante e protetor solar, consoante o tipo de pele, se tem ou não alguma patologia cutânea, poderemos adicionar mais cuidados preventivos e corretivos do antienvelhecimento, que, para maior eficácia, deverão sempre ser aconselhados por dermatologistas.

 

Quando procurar um especialista em dermatologia?

São inúmeras as razões para o fazer, pois as doenças e as precauções a ter com a pele são vastas. Contudo enumero algumas que considero mais importantes:

 

– Se apresentar muitos sinais no corpo ou se tem sinais novos e que cresceram rapidamente, ou tem uma forma diferente do seu padrão habitual de sinais. O autoexame e a monitorização dos sinais são de extrema importância, bem como o acompanhamento permanente por parte do dermatologista.

 

– “Feridas” na pele e que não cicatrizam no espaço de um mês;

 

– Qualquer vermelhidão que cause desconforto e não passe numa a duas semanas;

 

– Em caso de possuir doenças inflamatórias: Acne, Rosácea, Psoríase, Eczema, entre outros.

 

– Caso necessite de indicação de quais os cuidados a ter para o seu tipo de pele específico.

 

Em suma, devemos cuidar da nossa pele como se uma fachada de uma casa se tratasse, mantendo sempre uma boa pintura (sendo, neste caso, um creme hidratante) para que ela mantenha a sua função de nos proteger no meio externo e não reaja contra ele. Privilegie um acompanhamento médico regular e lembre-se: sempre que necessário não adie a procura do seu dermatologista, seja para uma consulta, exame ou tratamento.

 

Por Cristina Sousa

Dermatologista no Hospital CUF Viseu

 

Artigo anterior

Água é vida e é escassa. Veja como a poupar em casa

Próximo artigo

Sem inspiração? Conheça as receitas à base de conservas de pescado da DGS