Home»VIDA»CASA & FAMÍLIA»Crianças só estão prontas para atravessar a rua sozinhas aos 14 anos

Crianças só estão prontas para atravessar a rua sozinhas aos 14 anos

Para os adultos, atravessar a rua não é uma tarefa complicada. Faz-se uma análise do tráfego e calcula-se o tempo que demora a chegar ao outro lado sem se ser atingido. No entanto, para uma criança, isto é tudo menos simples, revela um novo estudo.

Pinterest Google+

As crianças só estão preparadas para atravessar a estrada sozinhas aos 14 anos, de acordo com um novo estudo realizado pela Universidade de Iowa, EUA.

 

Os investigadores colocaram crianças dos 6 aos 14 anos num ambiente realista simulado e pediram que atravessassem a estrada movimentada várias vezes.

 

Os resultados revelaram que as crianças até aos seus primeiros anos de adolescência tinham dificuldade em atravessar a rua de forma segura, com taxas de acidentes de até 8% com crianças de 6 anos de idade. Só apenas aos 14 anos as crianças passavam a rua sem incidentes, enquanto as crianças de 12 anos de idade, na sua maioria, compensavam as habilidades motoras inferiores ao escolherem aberturas maiores no trânsito.

 

Veja também: Mães tardias vivem mais tempo

 

Para os pais, estes resultados significam prevenção com precauções extras. As crianças pequenas ainda não têm habilidades motoras e psicológicas suficientemente desenvolvidas para ‘lutar’ contra o tráfego em segurança, ou seja, tomar a decisão de entrar na rua no momento em que o carro passou, como os adultos bem sabem. Além disso, a ansiedade pode superar a razão no julgamento do melhor momento para atravessar uma rua movimentada.

 

«Eles recebem a pressão de não quererem esperar combinada com essas habilidades menos maduras», esclarece Plumert, um dos autores do estudo. «E isso é o que torna a situação arriscada».

 

Veja também: Pai, passa mais tempo comigo! Estudo indica que traz benefícios escolares

 

O grupo de investigadores quis entender as razões por detrás das taxas de acidentes. Para o estudo, recrutaram crianças com 6, 8, 10, 12 e 14 anos de idade, assim como um grupo de controlo de adultos. Cada participante enfrentou uma sequência de veículos virtuais que viajavam a cerca de 40km/h. De seguida, cruzaram uma via de tráfego única (cerca de nove metros de largura). O tempo entre os veículos variou de dois a cinco segundos. Cada participante atravessou um cruzamento 20 vezes, para aproximadamente 2.000 viagens totais envolvendo os vários grupos etários.

Artigo anterior

João Rodrigues e Henrique Sá Pessoa convidam para jantares inspirados no café

Próximo artigo

Praia de Galapinhos é a melhor da Europa