Home»VIDA»CASA & FAMÍLIA»Cozinha: uma boa organização é fundamental

Cozinha: uma boa organização é fundamental

É de fulcral importância refletir sobre qual a melhor maneira de organizar a cozinha em termos funcionais. Mas que tipos de cozinha existem? São 5 as opções de escolha quando pensamos na organização funcional de uma cozinha.

Pinterest Google+
PUB

Nos dias de hoje, a cozinha passou a ser um local ainda mais importante para muitos portugueses. Com a pandemia ainda bem presente nas nossas vidas, tivemos que permanecer mais em casa e as idas aos restaurantes ficaram adiadas. E foi necessário para muitas famílias estar ainda mais frequentemente na cozinha para preparar as refeições.

 

Muito importante na preparação das refeições é tratar bem da higiene dos produtos que vamos consumir. De modo a que isso seja mais natural, é de fulcral importância refletir sobre qual a melhor maneira de organizar em termos funcionais a cozinha.

 

É aconselhável que as cozinhas tenham três zonas:

  • Zona de lavagem: constituída essencialmente pelo lava-louça e pela máquina de lavar louça;
  • Zona de preparação: composta pelo frigorífico e por uma bancada adjacente;
  • Zona de confeção: formada pelo fogão ou uma placa e forno.

 

Estas zonas devem estar, idealmente, com uma distância não superior a 90 centímetros entre elas. Mas que tipos de cozinha existem? Existem ainda algumas diferentes tipologias. São 5 as opções de escolha quando pensamos na organização funcional de uma cozinha. Leia abaixo e veja imagens na galeria acima.

 

A cozinha linear, que é mais aconselhada para um estúdio, consiste numa bancada com as 3 zonas obrigatórias.

 

Outro tipo é em galeria, com uma bancada de cada lado da cozinha, podendo assim ter mais espaço para preparar as refeições, nomeadamente estar outra pessoa também a ajudar na preparação. As bancadas deverão distar um mínimo de 120 cm.

 

O terceiro tipo é em U com um bancada paralela a outra e uma terceira a unir essas duas. Isto permite ter ainda mais arrumação e zonas destinadas à preparação.

 

A 4ª configuração é com duas bancadas a formar um L, o que possibilita ter um espaço para refeições. Nesta opção é bom se pudermos aproveitar bem o canto formado com armários de canto feitos especialmente para isso. Poderemos assim ter ainda mais arrumação!

 

Finalmente, temos a opção da cozinha com ilha, bastante apropriada para quem também gosta de estar à conversa com os familiares e/ou convidados. A ilha deve ter 120 cm a toda a volta disponível para melhor circulação e utilização da mesma. Utilizar este espaço extra para mais arrumação é ótimo pois permite ter gavetões para arrumação prática de utensílios mais utilizados. Pode ser apenas para refeição, mas também poderá ter apenas zona de confeção ou ambas.

 

Dicas rápidas e úteis para qualquer destas configurações da cozinha:

  1. Organizar os itens que mais consumimos ao nosso alcance, na primeira prateleira do módulo de cima.
  2. Ter algo no backsplash para pendurar as facas que mais utilizamos e longe do alcance das crianças.
  3. Se tivermos superfície de bancada suficiente podemos ter mais um micro-ondas e devemos ter em conta a sua altura se for encastrado num módulo.
  4. Usar cores claras se o espaço for de dimensões reduzidas.

 

Atreva-se a ser original e a realmente amar todos os espaços da sua casa. Todos eles são importantes. O espaço no qual cozinhamos deve ser tranquilo e bem organizado. Depois? É só acrescentar aquela pitada de amor!

Artigo anterior

Convento dos Capuchos abre portas à noite hoje pela primeira vez

Próximo artigo

Tatuagens sensibilizam contra assédio em locais públicos