Home»LAZER»DICAS & VIAGENS»Conheça os mercados de Natal mais mágicos da Alemanha

Conheça os mercados de Natal mais mágicos da Alemanha

Quando nos aproximamos da altura do Natal, o ar enche-se de uma outra energia. Na Alemanha, os mercados de Natal tornam esta época do ano ainda mais mágica e especial. Estes mercados existem em quase todas as cidades e neles poderá encontrar música e animação festiva, prendas para oferecer, doces ou um belo copo de vinho quente (glüwein).

Pinterest Google+

Fique a conhecer um pouco mais sobre os mercados de Munique, Dresden, Nuremberga, Hamburgo e Estugarda e deixe-se contagiar pela magia natalícia. As sugestões são do Turismo da Alemanha. Veja as imagens na galeria acima.

 

Dresden

Com um charme imperdível, há vários locais a visitar nesta cidade nas margens do rio Elba. Na época de Natal, a ‘Florença do Elba’ vai encher-se de luz no Striezelmarkt, o mais antigo mercado de Natal da Alemanha. Este mercado, que foi mencionado em documentos pela primeira vez em 1434, vai acontecer de 28 de novembro a 24 de dezembro. Neste mercado é fundamental provar o bolo de Natal, que aqui se chama ‘Striezel’ e brindar com ‘glühwein’, o típico vinho quente.

 

O artesanato típico é verdadeiramente irresistível portanto será difícil visitar a cidade – que além do Striezelmarkt tem mais dez mercados de Natal – sem trazer muitas lembranças para a família. Visite também a Frauenkirche (ou Igreja de Nossa Senhora), símbolo da cidade e também de paz, o Residenzschloss (ou Palácio Real), que acolhe vários e muito interessantes museus, ou o animado bairro Äussere Neustadt, o preferido dos artistas.

 

VEJA TAMBÉM: PARTA À DESCOBERTA DE CIDADES MENOS CONCORRIDAS (MAS IGUALMENTE CARISMÁTICAS) DA EUROPA

 

Estugarda

Este mercado, que é realizado há mais de três séculos, é um dos mercados de Natal mais bonitos da Alemanha e um dos maiores de toda a Europa. Este mercado, que anualmente atrai cerca de quatro milhões de visitantes, tem 290 barraquinhas, que são decoradas para receber o prémio da mais bonita. Este mercado vai ser inaugurado no dia 28 de novembro.

 

As crianças aqui podem fazer os seus próprios biscoitos natalícios ou até velas para oferecer à família. E claro que há especialidades típicas para provar, como o bolo com frutas “Hutzelbrot”, e concertos para assistir.

 

Entre passeios no mercado e compras de presentes tradicionais, vale a pena conhecer algumas das atrações da cidade, como o belo Palácio Antigo, a Staatsgalerie, com obras desde o século XIV, e o museu Mercedes, que é muito mais do que um espaço dedicado ao automóvel. A poucos quilómetros, em Ludwigsburg, realiza-se o Mercado de Natal Barroco, que merece igualmente uma visita, tal como o seu famoso Palácio com 452 divisões e jardins magníficos.

 

VEJA TAMBÉM: VAI VIAJAR PELA EUROPA? REVEJA ESTAS DICAS ÚTEIS

 

Hamburgo

Neste mercado de Natal, que acontece na praça da Rathaus, existem cerca de 80 barraquinhas que vendem artesanato em madeira, cerâmica e ourivesaria. As crianças vão ter uma zona cheia de atrações, a Spielzeuggasse, e toda a família poderá ver o voo do trenó do Pai Natal todos os dias às 16h00, 18h00 e 20h00.

 

Milhares de luzes refletem-se no rio Elba, no seu afluente Alster e nos canais: nesta altura a magia da época espalha-se pela segunda maior cidade alemã e pelos seus mercados de Natal. Hamburgo tem cerca de 16 mercados de Natal, uns virados mais para crianças e outros para adultos, como é o caso do Santa Pauli. Este mercado está na Reeperbahn, conhecida pelos seus clubes noturnos. No Natal mantém-se a tradição e há shows de strip tease e leituras de textos eróticos, além de atuações de bandas num ambiente de festa que oficialmente se estende até à uma da manhã.

 

Estes são apenas dois dos 16 mercados de Hamburgo e em todos eles há vinho quente para brindar e especialidades culinárias deliciosas. Também há muitos presentes para comprar e espetáculos para assistir, por exemplo na incontornável Elbphilharmonie, o mais recente ícone da cidade.

Artigo anterior

Enfrentar fatores sociais e culturais da diabetes tipo 2 é a chave para o tratamento e prevenção desta patologia

Próximo artigo

Quais os riscos da terapêutica hormonal de substituição?