Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Conheça o perigo associado ao consumo de sementes de chia

Conheça o perigo associado ao consumo de sementes de chia

Estas sementes não devem ser consumidas sem que estejam hidratadas, pois conseguem expandir sete vezes o seu peso em contacto com a água

Pinterest Google+

O consumo de sementes de chia está na moda, principalmente, para quem pretende emagrecer, mas é preciso ter muito cuidado uma vez que estas sementes não devem ser consumidas sem que estejam hidratadas, isto é, sem que tenham sido colocadas em contacto com algum tipo de líquido durante um determinado período de tempo.

 

Um estudo denominado “O Impacto da Semente de Chia no Esófago”, levado a cabo pela médica Rebeca Rawl, alerta que as sementes de chia não devem ser consumidas sem antes consultar um médico, segundo o site brasileiro, ‘Jornal Ciência’.

 

Na origem deste alerta está o facto de as sementes de chia conseguirem absorver e expandir sete vezes o seu peso em água, ou seja, conseguem ficar sete vezes maiores do que são e, por isso, não passam no esófago, causando situações de engasgo, má digestão e até mesmo asfixia.

 

Veja a galeria: O poder das sementes

 

Nos Estados Unidos, o número de entradas no hospital por conta do consumo de sementes de chia, por hidratar, está a aumentar.

 

As sementes de chia são frequentemente usadas em saladas, sopas, iogurtes e batidos ou então consumidas juntamente com um copo de água em jejum.

 

Para evitar riscos, o indicado é deixar as sementes de chia a hidratar numa bebida de eleição – seja sumo de fruta, bebida vegetal ou até mesmo leite – durante a noite e consumir quando já estiver com um aspeto gelatinoso.

Artigo anterior

Um novo ano, mãos à obra

Próximo artigo

Saiba como poupar mais em 2016