Home»VIDA»DIREITOS HUMANOS»Conferência debate flagelo da violência contra as mulheres

Conferência debate flagelo da violência contra as mulheres

Segundo a ONU, uma em cada três mulheres em todo o mundo já experienciou violência sexual ou física ao longo da vida. Em Portugal, os crimes de violência doméstica têm registado um aumento nos últimos anos.

Pinterest Google+
PUB

Para assinalar o Dia Internacional do Combate à Violência Contra as Mulheres, decorre, no próximo dia 25 de novembro, uma conferência online promovida pela Escola do Porto da Faculdade de Direito da Universidade Católica no Porto, cujo objetivo será debater a proteção da vítima de violência doméstica.

 

De participação gratuita, decorre das 18h00 às 19h30, mediante inscrição através do formulário online.

 

O Dia Internacional de combate à violência contra as mulheres, que se celebra anualmente a 25 de novembro, foi criado pelas Nações Unidas com o objetivo de alertar para um problema transversal que atinge todos os anos milhares de mulheres em todo o mundo.

 

VEJA TAMBÉM: VIOLÊNCIA DE GÉNERO CUSTA 366 MIL MILHÕES DE EUROS AO ANO

 

A violência contra as mulheres pode assumir variadíssimas formas e manifestar-se em diferentes contextos e em qualquer lugar. Segundo a ONU, uma em cada três mulheres em todo o mundo já experienciou violência sexual ou física ao longo da vida.

 

O contexto de pandemia veio contribuir ainda mais para este problema, colocando várias mulheres em situação de risco com os seus agressores sem conseguirem recorrer à ajuda necessária.

 

Em Portugal, os crimes de violência doméstica têm registado um aumento nos últimos anos. Segundo dados oficias, em 2019 foram realizadas 29,743 denúncias e em 2020 morreram 20 mulheres, vítimas de violência doméstica. Desde 2004 já foram assassinadas 564 mulheres.

 

É precisamente para assinalar este dia e debater sobre este problema que a conferência irá acontecer já no próximo dia 25 de novembro, em formato online e contará com um painel de 4 oradores com diferentes perspetivas sobre a proteção da vítima de violência doméstica.

 

Oradores

Do painel fazem parte:

  • Beatriz Pacheco, juíza de Direito, mestre pela Escola do Porto da Faculdade de Direito da Universidade Católica Portuguesa, vencedora do prémio Teresa Rosmaninho;
  • Luciana Couto, agente da PSP, que trabalha desde 2014 no gabinete de atendimento e informação a vítimas de violência doméstica;
  • Rui do Carmo, procurador jubilado, que coordenou a Comissão Técnica Multidisciplinar para a Melhoria da Prevenção e Combate à Violência Doméstica, e é coordenador da Equipa de Análise Retrospetiva de Homicídio em Violência Doméstica;
  • Sílvio Rafael, médico que trabalha como voluntário no atendimento a vítimas de Violência Doméstica há cerca de 20 anos.

 

Artigo anterior

Os alimentos mais ricos em vitamina B12

Próximo artigo

Estudo demonstra como os prebióticos podem ajudar a dormir melhor