Home»LAZER»DICAS & VIAGENS»Condé Nast Traveller revela ‘hot list’ dos melhores novos hotéis do mundo

Condé Nast Traveller revela ‘hot list’ dos melhores novos hotéis do mundo

A equipa de editores, repórteres e fotógrafos da revista voou um coletivo de 529.500 milhas (852.148 km), dormiu em cerca de 200 camas e viu os seus passaportes serem carimbados em mais de 50 países. No final, feitas as contas, saiu uma lista com 75 vencedores.

Pinterest Google+
PUB

A Condé Nast Traveler anunciou ontem os vencedores da sua ‘Hot List’ de 2017, com  uma lista de 75 empreendimentos espalhados por todo o mundo classificados como as melhores aberturas de hotéis do último ano.

 

O processo de seleção começou com 675 novos hotéis e foi reduzida a 75. «A nossa lista anual, uma seleção rigorosa de aberturas dos hotéis favoritos do último ano, é uma previsão de cujos empreendimentos suportarão o teste do tempo, farão história, e permitem que se reformule a nossa perspetiva de como queremos viver e viajar», afirma a editora da revista, Pilar Guzmán, em comunicado. «O nosso objetivo é que essas propriedades desencadeiem o calor do romance primitivo no começo e, em seguida, se estabeleçam como um amor duradouro».

 

Veja também: Estes são os melhoes pequenos-almoços de hotel em Portugal

 

Os primeiros 15 lugares são essencialmente ocupados por hotéis localizados na Ásia e nos Estados Unidos da América. A grande abertura, segundo a revista de viagens, é a do hotel ’11 Howard’, em Nova Iorque. O segundo lugar cabe ao hotel ’28 Kothi’, na Índia, e o terceiro foi atraibuído ao ‘Ace Hotel New Orleans’, nos EUA. (Veja a lista do top 15 na galeria acima).

 

Mas na lista dos 75 vencedores existem alguns na Europa: Casa Bonay (12º), em Espanha, Ha(a)ïtza (23º), em França, Il Sereno Hotel (28º), em Itália, Killiehuntley Farmhouse & Cottage (31º), na Escócia), La Granja (34º) em Espanha, Roch Hôtel & Spa (36º) e Le Saint (37º), ambos em França, Masseria La Carube (42º), em Itália, Nolinski Paris (44º), em França, Palazzo Venart (45º), em Itália, Palé Hall (46º), no País de Gales, Hôtel Panache (47º), em França, The PIG at Combe (49º), em Inglaterra), Villa Pliniana (50º), em Itália, Ritz Paris (51º), Hôtel Saint-Marc (52º), ambos em França, Soho House Barcelona (59º), em Espanha e Villa La Coste (72º), em França.

Artigo anterior

Relações sociais podem ser mais impactantes no sucesso escolar que as condições académicas

Próximo artigo

Como lidar com a resistência de quem me ouve?