Home»ATUALIDADE»ESPECIALISTAS»Como uma nutricionista sobrevive ao Natal? Conheça as suas receitas

Como uma nutricionista sobrevive ao Natal? Conheça as suas receitas

Um dos grandes problemas, quando nos sentamos à mesa com todas as tentações natalícias, é juntar a fome com a vontade de comer. Por isso, aqui vão algumas sugestões para aliviar a carga nesta época natalícia.

Pinterest Google+

4 – As sobremesas do mal

Os doces fritos, como as rabanadas, os sonhos ou as azevias, são a grande tentação natalícia… e não podemos negar que juntar o açúcar à gordura não podia dar bom resultado nutricional!

Para não ter de banir a tradição natalícia este ano, porque não experimenta minimizar o estrago? Opte por açúcar mascavado ou mel, muita canela e, em vez de fritar, leve ao forno sobre uma folha de papel vegetal e deixe dourar. Vai obter opções saborosas, muito mais saudáveis e muito menos calóricas.

 

5 – O detox festivo para minimizar o estrago

Pode servir para o dia em que por vezes nos esquecemos de fazer os pequenos lanches intercalares, tal é a azáfama dos feriados, ou para compensar os excessos nos dias seguintes.

Um sumo rico, preparado com frutas frescas, vegetais crus, legumes, tubérculos e sementes. Altamente saciante e repleto de vitaminas, ácidos gordos essenciais, fibra alimentar e minerais. Nada melhor para repor os níveis energéticos e depurar o organismo.

 

VEJA TAMBÉM: COMO FAZER O SEU FILHO ACEITAR NOVOS SABORES

 

Sumo detox
Ingredientes:
2 rodelas de abacaxi
1 kiwi
2 folhas de couve branca
3 floretes de cou flor
1 ramo de salsa
1 c. chá de erva trigo
1 c. sopa de sementes de linhaça
canela em pó a gosto (opcional)
200ml de água de coco
100ml de água

 

Preparação:
– Lave muito bem os ingredientes e descasque o abacaxi.

– Coloque todos os ingredientes no copo da liquidificadora ou robot de cozinha, junte a água de coco e triture até obter uma mistura homogénea.

– No final adicione a canela e as sementes. Ajuste a textura a gosto utilizando água.

– Volte a mexer e está pronto a servir fresco!

 

Artigo anterior

Quer ser mais paciente? Dê largas à sua imaginação, dizem os cientistas

Próximo artigo

Natal pelo mundo: histórias na primeira pessoa