Home»BEM-ESTAR»CORPO»Como ter nádegas e coxas mais bem definidas?

Como ter nádegas e coxas mais bem definidas?

Muitas mulheres tentam combater este fenómeno realizando exercícios específicos, em rotinas selecionadas para maior ativação dos glúteos, quadricípites, isquiotibiais, etc., contudo muitas vezes não se pensa naquilo que causa o excesso de gordura nesta região em particular. Por Teresa Manafaia.

Pinterest Google+

O acúmulo de gordura na região glúteo-femoral é uma característica tipicamente feminina, apesar de também poder ser observada em homens.

 

Muitas mulheres tentam combater este fenómeno realizando exercícios específicos, em rotinas selecionadas para maior ativação dos glúteos, quadricípites, isquiotibiais, etc., contudo muitas vezes não se pensa naquilo que causa o excesso de gordura nesta região em particular.

 

É claro que o sedentarismo é uma forte razão para acumular gordura seja onde for! A resolução do sedentarismo aliviará qualquer tendência de acúmulo de gordura. Contudo, pode não a resolver. É necessário abordar o problema pela raiz.

 

VEJA TAMBÉM: 10 ALIMENTOS PARA GANHAR MÚSCULO E PERDER GORDURA

 

A região glúteo-femoral é rica em recetores estrogénicos, pelo que, quanto mais estrogénios livres, maior o acúmulo de gordura nas nádegas e coxas (e menos na região da cintura). Podemos identificar os grandes causadores de excesso de estrogénios em mulheres, e também em homens.

 

Em mulheres, a pílula facilmente será a maior culpada, caso esteja presente. Para além de aumentar grandemente a exposição a estrogénios, ainda contribui em larga escala para reduzir os níveis de testosterona livre. Assim, a mulher fica com menos acesso a alguns dos conhecidos efeitos da testosterona:

  • aumento de massa muscular
  • queima de gordura

 

Ora, neste caso, a ida ao ginásio acabará por ser bastante menos produtiva. Temos, portanto, um obstáculo constante à obtenção de resultados por via do exercício!

 

VEJA TAMBÉM: FIT SUMMER: O QUE FAZER PARA NÃO PERDER O RITMO FÍSICO NO VERÃO

 

Tudo ficará ainda mais difícil se não houver conhecimentos de quais as outras formas de entrada de estrogénios no sistema, nomeadamente através de:

  • alimentação (leite e derivados, soja e derivados, carne de aves de produção massiva)
  • moléculas tóxicas a partir de plástico (como água engarrafada), cosméticos, agrotóxicos, etc.

 

Por aqui se vê que o exercício não deverá ser a única resposta para este tipo de acumulação de gordura. Há que aprender a identificar os fatores que agravam este perfil e atacar em todas as frentes!

 

VEJA TAMBÉM: DESCUBRA OS INÚMEROS BENEFÍCIOS DA ÁGUA SALGADA

 

Então vamos ao plano de ataque perfeito:

  • Deixar a pílula, preferindo métodos contraceptivos não invasivos do ponto de vista hormonal: preservativo ou DIU
  • Evitar consumir lacticínios
  • Evitar consumir soja
  • Preferir água engarrafada em vidro, ou água da torneira (existe informação disponível sobre a qualidade da água por concelhos, em Portugal)
  • Usar cosméticos feitos de partir de produtos naturais e biológicos
  • Preferir alimentos livres de pesticidas (biológicos)
  • Fazer exercício adequado e prescrito por um profissional

 

Artigo anterior

Mantenha o espírito de férias enquanto trabalha

Próximo artigo

Está numa relação saudável ou prejudicial? As 12 diferenças