Home»VIDA»CASA & FAMÍLIA»Como decorar uma unidade de alojamento local

Como decorar uma unidade de alojamento local

A primeira coisa que vemos é o espaço. É bonito? Tem estilo? Então este alojamento é para mim. Até porque vamos querer tirar umas selfies e mostrar como espectacular é o apartamento que escolhemos, só para criar aquela invejazinha aos nossos amigos. Veja esta solução… ou inspire-se para decorar a sua casa.

Pinterest Google+

O alojamento local continua em crescimento e cada vez mais competitivo, o que quer dizer que o nosso espaço tem de se destacar dos restantes por todas razões vitais do negócio, como a avaliação do espaço.

 

Agora imaginem que não temos um apartamento com vista para nada, nem sequer a zona é a mais popular… o que vamos fazer é apostar tudo no interior, para que pelo menos esta avaliação (espaço interior) tenhamos o melhor rating.

 

Mas antes de esgotarem o orçamento em peças caríssimas, é preciso pensar e definir que tipo de turista queremos no alojamento. Turistas de negócios, famílias, jovens casais, que valorizam a decoração de interiores? Se for este último, o projecto que trazemos hoje foi pensado para eles.

 

O quarto é de dimensão muito reduzida, por isso, optámos por colocar uma cabeceira em toda a extensão da parede, conseguindo assim conferir alguma amplitude ao quarto. Como estamos no centro do Porto, perto da zona ribeirinha, completamos o look do quarto com três metades de pipas e colocamos na parede, como uma referência ao comércio do vinho do Porto efectuado naquela zona.

 

São os detalhes que elevam a decoração. A cabeceira de cama tem umas peças de couro cozidas, a remeter para os antigos baús. Também o chão foi pensado e optou-se por colocar uma carpete com padrão de azulejo — arte tão típica no Porto.

 

Na sala era necessário a integração de um sofá cama e uma mesa para quatro pessoas. A escolha de materiais nobres como a nogueira maciça da mesa de jantar, conjugados com artigos típicos portugueses e a contemporaneidade do candeeiro de teto, completam o estilo eclético deste apartamento.

 

A cor do vinho não foi esquecida e aqui está retratada nos bancos de apoio. O cinzento do granito está patente no assento do sofá e até o remate do mesmo é em azul a fazer lembrar a linha do Douro. E para estabelecer um contacto com a língua, um poema sobre o porto de João Pedro Mésseder. Veja agora imagens de como ficou na galeria acima.

Artigo anterior

Não estou gorda, faço é retenção de líquidos...

Próximo artigo

MSC Bellissima, o novo gigante dos mares está em Lisboa