Home»BEM-ESTAR»NUTRIÇÃO»Comer amêndoas ajuda a limpar o organismo do mau colesterol

Comer amêndoas ajuda a limpar o organismo do mau colesterol

Feita de forma regular, a ingestão deste fruto seco ajuda a melhorar a função do HDL (o colesterol bom) de retirar o excesso de colesterol do organismo, segundo um estudo realizado nos Estados Unidos da América.

Pinterest Google+
PUB

Comer amêndoas de forma regular ajuda o organismo a livrar-se do mau colesterol, revela um estudo realizado pela Universidade de Penn State, nos Estados Unidos da América. O feito consegue-se uma vez que as amêndoas ajudam a elevar os níveis de HDL, conhecido como o colesterol bom, ao mesmo tempo que ajuda este a remover de forma mais eficaz o LDL (colesterol mau) do organismo.

 

No estudo, os pesquisadores compararam os níveis e a função da lipoproteína de alta densidade (HDL) em pessoas que comiam amêndoas todos os dias com os níveis de HDL do mesmo grupo de pessoas quando comiam um muffin de banana. Os pesquisadores verificaram que quando os participantes fizeram a dieta que incluía amêndoas os seus níveis de HDL e respetiva funcionalidade melhoraram.

 

VEJA TAMBÉM: ALGUMAS DICAS PARA BAIXAR O COLESTEROL ATRAVÉS DA ALIMENTAÇÃO

 

«Há muita pesquisa que mostra que uma dieta que inclui amêndoas diminui a lipoproteína de baixa densidade, ou colesterol LDL, que é um importante fator de risco para doença cardíaca. Mas não se sabia o quanto as amêndoas afetam o colesterol HDL, que é considerado bom colesterol e ajuda a diminuir o risco de doença cardíaca», explica Penny Kris-Etherton, professora de nutrição em Penn State, sobre o estudo, publicado no ‘Journal of Nutrition’.

 

Os pesquisadores queriam ver se as amêndoas podiam não só aumentar os níveis, mas também melhorar a função do colesterol HDL, que funciona recolhendo colesterol nos tecidos e ajudando a transportá-lo para fora do corpo. «O HDL é muito pequeno quando é lançado na circulação. É como um saco de lixo que lentamente se torna maior e mais esférico, já que ele reúne o colesterol das células e tecidos antes de depositá-los no fígado para ser decomposto», explica a especialista.

 

VEJA TAMBÉM: OS MAIORES MITOS SOBRE GORDURA E COLESTEROL

 

No estudo de dois períodos de seis semanas para cada dieta, que contou com a participação de 48 homens e mulheres com níveis elevados de LDL, os pesquisadores verificaram que no período em que os participantes receberam como snack, uma vez por dia, 43 gramas de amêndoas, estes viram a função do HDL melhorada em 19%. Nos que tinham peso normal, a função melhorou em 6,4%. Tal não aconteceu quando o snack oi um muffin de banana.

 

Kris-Etherton refere que, embora as amêndoas não eliminem o risco de doenças cardíacas, elas podem ser uma escolha inteligente para um lanche saudável. Acrescentou ainda que, além dos seus benefícios saudáveis para o coração, as amêndoas também fornecem uma boa dose de gorduras, vitamina E e fibras.

 

Artigo anterior

Envelhecimento normal ou patológico? Descubra os sinais de alerta

Próximo artigo

Porto SPA Week reúne tratamentos de cinco estrelas com descontos até 50%