Home»ATUALIDADE»ESPECIALISTAS»Com as férias de verão, a alimentação saudável é esquecida

Com as férias de verão, a alimentação saudável é esquecida

Pinterest Google+

Com a chegada das férias de verão, as idas até a praia são mais do que o destino certo da maioria dos portugueses. Aqui pode pensar que o problema começa, “posso comer no bar da praia?”, “se levar comida, não se vai estragar com o calor?”. Claro que estas questões são mais do que legítimas. Temos de ter em atenção ao que levamos para a praia, uma vez que, de facto, corremos o risco de a comida se estragar, e o bar da praia por vezes pode não ser a melhor opção devido às opções existentes que normalmente tendem a ser altamente calóricas e também pouco adequadas nutricionalmente.

 

Há alguns alimentos que pode sempre levar consigo e que nunca a vão deixar ficar na mão. A opção dos frutos secos será sempre uma opção segura, não se estragam por estarem ao calor e por terem proteína e fibra sentir-se-á sempre saciada. Para acompanhar os frutos secos, pode sempre levar peças de fruta. Tente preferir aquelas que não são tão agredidas pelo calor, como as maçãs, peras, tangerinas e laranjas, por exemplo. A cenoura crua também pode ser uma boa opção, uma vez que também não sofre alterações quando exposta a temperaturas mais altas. As tortilhas de milho e arroz também poderão ser uma melhor opção do que o pão, uma vez que, com o que pomos dentro do pão, este pode ficar mole e com uma consistência estranha. As tortilhas podem ser consumidas simples ou acompanhadas, por exemplo, de um chá, frio ou quente, criando uma sensação de satisfação e de preenchimento no nosso estômago.

 

Hoje em dia ouvimos cada vez mais falar de sumos “detox” de sumos com “superalimentos”. Afinal do que falamos realmente?

Ao falarmos de sumos detox que incorporam superalimentos, estamos a adicionar mais valias aos ditos sumos de fruta fresca. A incorporação dos superalimentos aumentam a riqueza dos sumos em termos nutricionais, nomeadamente em vitaminas e minerais, mas também têm características revitalizadoras, energéticas e de bem-estar para o nosso corpo.

 

Alguns superalimentos que estamos habituados a ouvir falar e, muitas vezes, nem os associamos a tal, são as sementes de chia e de linhaça. Estas duas sementes fornecem energia, equilibram a glicemia sanguínea, são boas fontes de proteína e de ómegas 3 e 6 e funcionam como redutores de colesterol. Podem, e devem, ser incorporados nos seus sumos diariamente.

 

Spirulina

A spirulina, um superalimento incorporado nos sumos de fruta, é uma fonte de aminoácidos, antioxidantes, clorofila, proteínas e vitaminas A, B e K, que vai ajudar o nosso corpo a fazer uma desintoxicação natural.

 

Clorela

A clorela, também um superalimento, funciona como um alcalinizante, desintoxicante, possui vitaminas, minerais, proteínas e minerais que também vai desintoxicar o nosso corpo e também vai alcalinizar o nosso corpo, isto é, inevitavelmente o pH do nosso corpo tende a ser bem mais ácido do que seria suposto, a clorela vai ajudar a equilibrar o pH do nosso intestino, ajudando em situações de inflamação intestinal, que normalmente não são percecionadas, mas que recorrentemente está presente.

 

Erva trigo

A erva trigo é um superalimento, mas eu aconselho a consumir ainda viva. Ou seja, temos os biovivos de erva trigo que poderão ser uns aliados para o equilíbrio nutricional. Incluir a erva trigo num sumo enriquece-o de clorofila, todos os minerais, vitaminas do hidrossolúveis (A, D, E, K), e lipossolúveis (complexo B e C) contêm ainda cerca de 17 aminoácidos, logo será enriquecer a nível de proteínas.

 

Para beber os sumos há que ter regras, convém ser realizado numa centrifugadora lenta e, após estar feito, convém ser ingerido ou armazenado em recipiente opaco e tapado para manter a máxima qualidade nutricional.

 

Artigo anterior

Confissões de uma editora de imagem da Victoria's Secret

Próximo artigo

Seres humanos abertos a relacionamentos com estranhos