Home»LAZER»DICAS & VIAGENS»Colónia, uma cidade eclética no coração da Europa

Colónia, uma cidade eclética no coração da Europa

Museu do Perfume, Museu do Chocolate, inúmeras cervejarias tradicionais, e, claro, o monumento mais visitado da Alemanha, a Catedral de Colónia. Já lhe despertámos a atenção para a cidade mais antiga da Alemanha? É também uma das mais fervilhantes… reúne mais de 100 mil estudantes e emigrantes de 182 países. E nós estivemos lá.

Pinterest Google+

Tem mais de dois mil anos e é considerada a mais antiga cidade importante da Alemanha. Com origens romanas, ainda visíveis em alguns vestígios arquitetónicos pela cidade, tem ocupado sempre um lugar de destaque, e é atualmente a quarta maior cidade alemã. Fazemos-lhe um roteiro para não perder nada na sua próxima visita.

 

Só igrejas tem 240. E alberga a maior catedral da Alemanha, a ‘Dom’, com  cerca de 770 anos e que se mantém o monumento histórico mais visitado do país: 6,5 milhões de visitas por ano. Segundo a UNESCO, a Catedral de Colónia é, no mundo, o mais puro e completo exemplo da arquitetura gótica. Surpreendentemente resistiu aos intensos bombardeamentos durante a Segunda Guerra Mundial, que detonaram 70% da cidade. Portanto, está muito bem edificada e pode aventurar-se a subir os 768 degraus para poder usufruir de uma vista única sobre Colónia. Ou mesmo assistir a uma missa, pois a Dom mantém os serviços religiosos.

 

VEJA TAMBÉM: OS MAIS BELOS CASTELOS DA ALEMANHA

 

Colónia reúne, assim, a tradição e a modernidade, com vastas atrações históricas e uma alargada oferta de vanguarda, que satisfaz os mais de cem mil estudantes que frequentam as 14 universidades da cidade. Colónia é, aliás, a terceira maior cidade universitária do país. É também conhecida como a ‘cidade dos media’, por albergar cerca de um terço da comunicação social da Alemanha. São mais de 70 editoras não esquecendo as grandes emissoras televisivas nacionais, WDR e RTL.

 

A cidade lidera muitas listas na Alemanha. Tem também o maior Carnaval do país, que atrai um milhão de pessoas todos os anos para assistir à Rose Monday Parade. E por falar em parada, é também casa de uma grande comunidade LGBT e da sua parada anual, a Cologne Pride.

VEJA TAMBÉM: QUER RELAXAR? VEJA PORQUE A ALEMANHA LHE PODE FAZER MUITO BEM

 

E é sempre a somar. Com mais de 70 teatros e cabarets, 40 museus e mais de 130 galerias, esta cidade milenar fervilha também em atividade cultural. Acolhe inúmeros festivais cultuais e oferece uma agenda sempre bem recheada de todo o tipo de espetáculos.

 

Mas ainda não lhe falámos das atrações que referimos no início deste artigo. Sabia que a ‘Eau de Cologne’ foi inventada em Colónia e não em Paris ou noutra cidade francesa? Pode ficar a conhecer a história do perfume moderno no Museu do Perfume – Casa Farina, localizado perto da catedral.

 

O museu merece uma visita, mas rapidamente lhe contamos que o italiano Giovanni Farina (1685-1766) tornou Colónia internacionalmente conhecida dando o nome da cidade à sua criação. E que invenção foi essa? Ao juntar álcool a essências naturais fez com que as fragrâncias perdurassem mais tempo na pele e tornou ainda possível juntar vários aromas, permitindo um leque infinito de conjugações. Et voilá, estava criado o perfume moderno.

 

E se está a questionar a razão pela qual este italiano radicado na Alemanha deu um nome francês à sua invenção, a explicação é porque, na altura, o idioma usado no comércio e falado pelos nobres era o francês. E este era um produto acessível apenas a quem tinha muito dinheiro. Conta o museu que Napoleão usava um frasco por dia, e cada um custava seis meses de ordenado médio. Farina fornecia todas as cortes europeias, incluindo a portuguesa. E relata a história do museu que dois dos seus mais fieis clientes eram Dom João VI, rei de Portugal, e Dom Pedro I, imperador do Brasil.

 

VEJA TAMBÉM: AS CIDADES MAIS ROMÂNTICAS DA EUROPA

 

Ainda no campo dos perfumes, uma outra casa histórica nasceu em Colónia: a House 4711. A poucos minutos da catedral, conheça também esta perfumaria centenária, que cria águas de Colónia desde 1792. Certamente já viu um destes frascos em casa de uma avó ou tia. Não foram os primeiros, mas fazem história na perfumaria moderna.

 

Mas afaste-se um pouco do centro e percorra a margem do rio Reno a pé. Aí poderá encontrar o Museu do Chocolate, onde poderá recarregar baterias. Acredite que não vai conseguir resistir a um chocolate quente da casa ou a um dos tentadores bolos de chocolate que por lá se apresentam. E depois fica pronto para entrar no mundo do cacau e conhecer a sua história milenar e todo o seu processo de fabrico.

 

VEJA TAMBÉM: ESTÂNCIAS DE SKI PARA VISITAR NA EUROPA

 

Numa visita a esta cidade, não pode faltar, claro, as compras. Colónia é também conhecida por ser um dos paraísos de compras da Alemanha. As grandes marcas internacionais estão concentradas na Hohe Strasse e na Shildergrasse. A primeira começa mesmo junto à catedral e estende-se por cerca de 700 metros repletos de lojas. Na segunda pode encontrar as famosas galerias Kaufhof e Peek &Cloppenburg. Mas as compras estendem-se as outras ruas adjacentes, pelo que precisa de algum tempo para percorrer tudo.  Procure o Bairro Belga para compras mais alternativas. Produtos de autor e biológicos, por exemplo, proliferam por aqui.

 

E as sugestões já vão longas. Está então na hora de se sentar e desfrutar de uma cerveja numa das inúmeros ‘bier garten’ da cidade. Destaque para a cervejaria Sion, inaugurada em 1511. E acompanhe com uma bela wurst, ou salsicha alemã. Pelas ruas também encontra vários botequins típicos que vendem batata frita e vários tipos de salsicha. Oferta não falta. Veja agora algumas imagens na galeria no início do artigo.

Artigo anterior

Compota de figo

Próximo artigo

OldLivesMatter: Portugal em campanha global contra a discriminação pela idade