Home»LAZER»DICAS & VIAGENS»Coimbra será Região Europeia da Gastronomia em 2021

Coimbra será Região Europeia da Gastronomia em 2021

A distinção da candidatura portuguesa foi feita pelo Instituto Internacional de Gastronomia, Cultura, Arte e Turismo, que avalia as candidaturas para a Comissão Europeia. A confirmação demonstra a riqueza ímpar da gastronomia desta região, que tem no leitão da Bairrada, na chanfana e na lampreia alguns dos seus principais pratos.

Pinterest Google+

A região de Coimbra foi a escolhida para ser Região Europeia da Gastronomia em 2021. A distinção, que foi reconhecida pelo Instituto Internacional de Gastronomia, Cultura, Arte e Turismo, que avalia as candidaturas para a Comissão Europeia, reforça a importância da gastronomia desta região do centro do país, que tem como alguns dos principais pratos o leitão da Bairrada, a chanfana ou o cabrito assado.

 

A cerimónia de distinção aconteceu ontem, em Bruxelas, e contou com a presença de quase todos os presidentes dos 19 municípios que compõem a região de Coimbra, informa em comunicado o Turismo Centro de Portugal.

 

VEJA TAMBÉM: PEDRO MACHADO: «A NAZARÉ É ÚNICA NO MUNDO»

 

«Uma região que alia o Leitão da Bairrada à chanfana, à lampreia, ao cabrito assado e a outras iguarias únicas e que presenteia o palato com os Pasteis de Tentúgal, os Pasteis de Lorvão ou as Barrigas de Freira, é uma região gastronómica que merece, justamente, ser conhecida e reconhecida em todo o espaço europeu. É isso que vai acontecer em 2021, com uma distinção que enche de orgulho o Centro de Portugal. Parabéns à Região de Coimbra, à sua Comunidade Intermunicipal e aos 19 municípios que a compõem, que não se poupam a esforços para levar a marca Coimbra a espaços cada vez alargados», sublinha Pedro Machado, presidente do Turismo Centro de Portugal, órgão que esteve desde o primeiro minuto ao lado da candidatura de Coimbra.

 

O título de Região Europeia da Gastronomia vai estar válido durante todo o ano de 2021 e, para o presidente do Turismo Centro de Portugal, será «uma excelente oportunidade para cada vez mais europeus descobrirem esta região, de forma a conhecerem, além de gastronomia, os sítios património mundial, os locais de natureza quase intocada, as aldeias do xisto ou a costa atlântica, recursos turísticos que caracterizam a Região de Coimbra».

 

O título de Região Europeia da Gastronomia costuma ser entregue por ano a duas regiões diferentes e reconhece aspetos como a inovação, a interligação da gastronomia com a cultura, o turismo ou a economia.

 

 

 

Artigo anterior

Ansiedade: do normal ao patológico

Próximo artigo

Moda de cortiça: 'As Portuguesas' lançam primeira coleção outono/inverno