Home»BEM-ESTAR»CORPO»Cirurgia íntima: rejuvenescimento vaginal

Cirurgia íntima: rejuvenescimento vaginal

É cada vez mais crescente a preocupação das minhas pacientes com a estética das suas regiões íntimas. O facto de nos sentirmos bem não tem sempre a ver com áreas corporais expostas, e muitas vezes a autoestima da mulher é alterada devido à sua zona genital, afetando mesmo a sua vida íntima com o parceiro.

Pinterest Google+

Neste sentido, ao nível da cirurgia íntima da mulher, é possível realizar aperfeiçoamentos e ter como resultado uma harmonização da zona genital. Consequentemente, devido a este rejuvenescimento vaginal, também a vida íntima das minhas pacientes acaba por melhorar dado que passam a sentir-se melhor com o aspeto da sua região genital.

 

O tamanho excessivamente grande dos pequenos lábios vaginais ou uma assimetria visível e desconfortável entre os mesmos são exemplos de deformidades que se podem solucionar com uma labioplastia. São casos bastante comuns nas mulheres portuguesas que acabam por culminar em problemas de autoconfiança.

 

Para a correção da hipertrofia (aumento) dos pequenos lábios ou assimetrias, recorremos à labioplastia, que não carece de ausência laboral. No caso de uma assimetria, pode ser possível aumentar um dos lábios para que se equipare ao outro. A labioplastia é uma cirurgia que dura cerca de uma hora na qual recorremos a anestesia local em regime ambulatório.

 

Os resultados da labioplastia são vitalícios e são feitas pequenas incisões nos pequenos lábios que por serem uma mucosa cicatrizam facilmente de forma perfeita e invisível. Os cuidados a ter no pós-operatório passam pelo cuidado com a higiene da região e as lavagens com betadine ginecológico. Para uma recuperação plena, deverá pausar atividade sexual de quatro a seis semanas e poderá retomar findo este período. A restrição da atividade desportiva é curta – apenas 10 dias.

 

Outra zona passível de correção são os grandes lábios vaginais cuja repercussão negativa vai, muitas vezes, além da estética visto que pode mesmo afetar a vida diária da mulher, por exemplo, ao ser difícil a higiene genital. Dependendo do caso podemos aumentar ou reduzir os grandes lábios. O objetivo é harmonizar a região íntima da mulher e que os grandes lábios cubram os pequenos lábios corretamente.

 

Por um lado, podemos recorrer ao lipofilling para aumentar os grandes lábios. A gordura aumenta o volume em casos em que os grandes lábios estejam atrofiados. Em caso de um excesso de pele ou volume é então indicada a cirurgia de redução dos grandes lábios. Mais uma vez o pós-operatório é importante com atenção na higiene da região e com lavagens com betadine ginecológico. A paciente deverá abster-se de relações sexuais por quatro a seis semanas.

Artigo anterior

Vídeo: Como se abre uma ostra

Próximo artigo

Afinal, a pizza é saudável ou não?