Home»VIDA»CASA & FAMÍLIA»Cinco tendências de decoração que vão vingar em 2021

Cinco tendências de decoração que vão vingar em 2021

O ano ainda não acabou, mas há muito que se sonha com o próximo. Com ou sem confinamento, a vontade de mudar permanece e, no mundo da decoração, há acessórios e estilos que já são tidos como garantidos em 2021.

Pinterest Google+

A plataforma Habitissimo antecipa aquelas que serão as melhores opções de decoração de interiores para o próximo ano. Leia de seguida e veja as imagens na galeria acima.

 

Materiais sustentáveis e inteligentes

A mudança começa dentro de casa e, em 2021, essa mudança traduz-se na aposta em mobiliário feito com material reutilizado e reciclado, que vem substituir os estofos e tecidos de origem animal. Aliada à sustentabilidade está ainda a tecnologia, já que o futuro das casas passa por funcionalidades inteligentes, que permitem reduzir o consumo de água, luz e gás.

 

Estilo minimalista

Menos é mais. Esta é a regra universal que se vai manter e que vai sobressair em 2021. Uma decoração constituída por peças úteis contribui para um espaço mais amplo e clean, e dá vida a um estilo minimalista, que reúne a preferência da maioria.

 

Paleta monocromática

Embora o leque de cores seja infindável, no próximo ano a tendência vai assentar em apenas meia dúzia. Os tons neutros e monocromáticos, como o branco, o bege, o rosa velho ou o cinzento serão preferenciais, combinando com um estilo moderno, mais simples e iluminado.

 

Peças artesanais

Peças artesanais são sempre uma boa opção para valorizar a tradição e a cultura portuguesas, e contribuem para um estilo que nunca passa de moda: o rústico. Trabalhos como o macramê, acessórios em madeira e elementos em tecido são tendências que vieram definitivamente para ficar e que vão brilhar em 2021.

 

Plantas decorativas

A utilização de plantas tende a fazer sobressair o lado mais expressivo e selvagem dos projetos de decoração. Existe uma grande variedade de plantas que permitem levar um pouco da magia da natureza para o interior de casa e que confere uma nova vida ao ambiente.

 

 

Artigo anterior

Programa psicoterapêutico desenvolvido na Universidade de Coimbra reduz o sofrimento de mulheres com cancro da mama

Próximo artigo

Novembro Azul: APED alerta que dor pélvica crónica pode impactar vida sexual do homem