Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Cinco maus hábitos sexuais que podem acabar com o casamento

Cinco maus hábitos sexuais que podem acabar com o casamento

Maio chegou e é o mês dos casamentos. Pode, por isso, ser também uma boa altura para reavaliar o seu... a nível sexual. O sexo é um dos pilares da relação, mas tanto pode unir o casal como separá-lo física e emocionalmente.

Pinterest Google+
PUB

Uma relação coesa implica vários fatores para que seja duradoura, nomeadamente confiança, transparência, estabilidade, amor e sexo. O sexo, pese embora ainda com alguns tabus, é um dos pilares do casamento e, como tal, é um fator que subtilmente (sem se dar conta) pode arruinar um casamento.

 

Uma relação coesa implica vários fatores para que seja duradoura, nomeadamente confiança, transparência, estabilidade, amor e sexo. O sexo, pese embora ainda com alguns tabus, é um dos pilares do casamento e, como tal, é um fator que subtilmente (sem se dar conta) pode arruinar um casamento.

 

E isto pode acontecer porquê? Porque qualquer bom e “velho” hábito é muito difícil de ser exterminado, principalmente quando se fala em hábitos dentro de “quatro paredes”.

 

Veja também: Apimente (rapidamente) a sua relação

 

Estes são alguns maus hábitos sexuais que podem ditar o fim de qualquer casamento.

 

1 – Não mudar de posição – entrar na monotonia sexual pode prejudicar seriamente a relação, principalmente quando a sensação de prazer é cada vez menor.

 

2 – Permitir que os filhos durmam na cama ou não fechar a porta – reduzir o tempo ‘a dois’ e limitar a privacidade no quarto e na cama não permite que o casal tenha uma vida sexual ativa e íntima.

 

3 – Fazer sexo sempre à mesma hora – mesmo que se tenha uma rotina laboral fixa, é importante não levar a rotina para a atividade sexual, fazendo com que seja uma atividade mecânica e programada.

 

4 – Não ser honesto – o sexo implica comunicação, antes, durante e depois. E essa comunicação pode ser verbal ou física, contudo, é importante ser honesto com o que se diz e revelar o que está mal.

 

5 – Esperar que ele dê o primeiro passo – mesmo que um dos membros do casal tenha um maior impulso sexual, é importante que a iniciativa não parta sempre da mesma parte.

Artigo anterior

Máscara de ouro de Darth Vader à venda por mais de um milhão de euros

Próximo artigo

Já ouviu falar de matcha?