Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Cigarros eletrónicos podem reduzir mortes por tabaco

Cigarros eletrónicos podem reduzir mortes por tabaco

O estudo descobriu que os cigarros eletrónicos e outros produtos a vapor têm um impacto na saúde pública, de um modo geral, mais positivo.

Pinterest Google+
PUB

A crescente adesão aos cigarros eletrónicos pode conduzir a uma queda de 21% nas mortes por doenças relacionadas com o tabaco, na geração nascida após 1997, de acordo com um estudo publicado em ‘Nicotine & Tobacco Research’ e divulgado pela Reuters.

 

O estudo, financiado pelo ‘National Institute on Drug Abuse’, ‘National Cancer Institute’ e pela ‘Cancer Intervention and Surveillance Modeling Network’, fez a distinção entre jovens que nunca tinham tomado qualquer substância com nicotina e aqueles que, de uma forma ou de outra, já tinham fumado cigarros.

 

Veja também: 10 sinais de stress surpreendentes 

 

Nos vários cenários estudados, as conclusões apontam para benefícios na saúde pública da troca de cigarros normais pelos cigarros eletrónicos. E são vários os especialistas que acreditam na existência de benefícios para a saúde de quem troca completamente os cigarros tradicionais pelos cigarros eletrónicos.

 

Porém, há outras perspetivas contraditórias. Um estudo recente da Universidade da Califórnia, EUA, concluiu que aqueles que usam cigarros eletrónicos têm duas vezes mais probabilidade de (re)começar a fumar tabaco.

 

Veja também: Como o tabaco afeta a beleza

 

«Nós não estamos preocupados com essas pessoas», afirma David Levy, autor líder do estudo, segundo as declarações citadas pela Reuters. «Tentámos ter uma ideia do número de pessoas que fazem um uso estabilizado do cigarro eletrónico».

 

Em Portugal, a Lei 37/2007 de 14 de agosto consente a utilização de cigarros eletrónicos em todos os locais, incluindo aqueles que limitem o uso de tabaco, uma vez que este tipo de cigarro não contém nicotina, não necessita de ignição para funcionar, nem produz qualquer fumo resultante de uma combustão de substâncias.

Artigo anterior

Os melhores rooftops de Lisboa

Próximo artigo

Compre peças de celebridades e ajude causas sociais