Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Cigarros eletrónicos com sabor fazem aumentar consumo entre jovens

Cigarros eletrónicos com sabor fazem aumentar consumo entre jovens

Estima-se que existam mais de 7500 sabores de cigarros eletrónicos no mercado, sendo que muitos deles sabem a fruta ou a doces.

Pinterest Google+

Os cigarros eletrónicos com sabor podem estar a fazer aumentar a utilização de produtos de tabaco por parte de jovens, conclui um estudo levado a cabo pelo Centro de Ciências da Saúde da Universidade do Texas, EUA.

 

Os investigadores descobrirem que, entre todos os elementos da amostra que usaram algum produto de tabaco nos últimos 30 dias, os cigarros eletrónicos com sabor foram mais usados entre os adolescentes e jovens adultos. Os dados baseiam-se em respostas de 2483 adolescentes, dos 12 aos 17 anos, e de 4326 jovens adultos, dos 18 aos 29 anos, da região do Texas.

 

«O nosso estudo sustenta as crescentes evidencias que sugerem que o uso de sabores em produtos de tabaco, como os cigarros eletrónicos, são apelativos para os adolescentes e jovens adultos», comenta Melissa B. Harrell, professora e líder do estudo.

 

Veja também: Esta é a melhor forma de deixar de fumar, sugere estudo

 

«O que é mais surpreendente é que ainda ninguém tinha perguntado a estes jovens se continuariam a usar estes produtos caso os sabores fossem retirados», questiona a professora. Aqueles que reportaram que fumavam regularmente cigarros eletrónicos disseram que o primeiro cigarro eletrónico que fumaram foi com sabor (98,6% dos adolescentes e 95,2% dos jovens adultos). E caso os sabores não estivessem disponíveis, 77,8% dos adolescentes e 73,5% dos jovens adultos disseram que não os experimentariam.

 

Estima-se que existam mais de 7500 sabores de cigarros eletrónicos no mercado, revela o comunicado da universidade, sendo que muitos deles sabem a fruta ou a doces. «O sabor é um fator importante em todos os produtos de tabaco. Por exemplo, nos cigarros convencionais, sabemos que a menta mascara o sabor do tabaco que pode ser um pouco áspero», explica Harrell.

 

Veja também: Como o tabaco afeta a beleza

 

Uma segunda análise mostrou que a publicidade também pode ter um papel importante na aceitação de cigarros eletrónicos por parte dos jovens. O estudo, que foi realizado nos EUA e logo sujeito às regras de publicidade do país, mostrou que, em 2014, 70% dos jovens em idade escolar tinham visto um anúncio a cigarros eletrónicos na televisão, na Internet, em lojas ou em jornais e revistas. Em 2015, três milhões de jovens americanos eram consumidores de cigarros eletrónicos.
Embora estes cigarros sejam divulgados como uma alternativa mais segura aos cigarros convencionais, pesquisas anteriores já revelaram que não estão isentos de químicos nocivos e carcinogéneos presentes nos cigarros regulares.

 

Veja também:

Vapor dos cigarros eletrónicos mata células da boca

Utilização do cigarro eletrónico leva ao consumo de tabaco de maço

Cigarro eletrónico esconde perigos, alerta a OMS

Artigo anterior

As modelos que estão a quebrar barreiras de raça no mundo da moda

Próximo artigo

Boeing introduz a maior janela de aviões do mundo