Home»VIDA»SOCIEDADE»Cientistas explicam porque o holandês é tão alto

Cientistas explicam porque o holandês é tão alto

Segundo um estudo científico inglês, a alimentação, o ambiente e a seleção natural parecem explicar que, nos últimos 150 anos, o homem holandês tenha crescido em média 20 centímetros

Pinterest Google+

A Holanda é o país com a população mais alta do mundo. Em média, uma mulher tem 1.71 metros de altura e um homem 1.84 metros. Este facto é particularmente interessante se pensarmos que, apenas há dois séculos, os habitantes dos Países Baixos estavam entre as populações mais baixas. O que explica então o crescimento de cerca de 20 centímetros dos holandeses nos últimos 150 anos, segundo mostram os registos militares?

 

A explicação mais comum e popular é a alimentação tradicional holandesa, uma dieta rica em calorias devido ao consumo de carne e laticínios. No entanto, alguns especialistas refutam esta hipótese, dizendo que cidadãos de outros países europeus têm dietas similares e não se verifica um crescimento médio tão elevado.

 

Um grupo de investigadores da London School of Hygiene and Tropical Medicine, liderados pelo especialista em saúde pública Gert Stulp, analisou a informação da Life Lines, uma base de dados exaustiva com informação sobre a vida e saúde de mais de 94,500 pessoas que viveram no norte da Holanda entre 1935 e 1967, e publicou as conclusões na passada semana, no jornal “Royal Society”.

 

Uma das conclusões mais relevantes para os cientistas foi a compreensão de que os homens altos e as mulheres de altura média foram os que tiveram mais filhos. Por exemplo, os homens mais férteis mediam sete centímetros acima da altura média e tiveram 0.24 mais filhos do que os homens menos férteis, com 14 centímetros menos de altura do que a média.

 

No que diz respeito às mulheres, ainda que sejam as mulheres de altura média que têm mais filhos, os cientistas descobriram que as mulheres mais altas, que noutros países da Europa têm tendência a ter menos filhos, na Holanda parecem reproduzir mais, especialmente depois de terminados os estudos.

 

Ainda que o estudo não tenha envolvido testes genéticos, a observação dos dados permitiu concluir que a seleção natural parece ser um dos fatores mais importantes para o crescimentos dos holandeses.

 

“A altura é um fator muito hereditário. Pais altos tendem a ter crianças mais altas do que pais baixos”, explicou Gert Stulp em declarações ao jornal “The Guardian”. “Como as pessoas altas têm filhos altos, a próxima geração será em média mais alta e assim por diante.”

 

O cientista destaca ainda que parece haver uma preferência cultural. Por exemplo, nos Estados Unidos são as mulheres baixas e os homens de altura média que reproduzem mais. “Quando se trata de escolher um parceiro, a altura tem uma influência pequena, o que não é surpreendente, dado que há características mais importantes a ter em conta.”

 

Artigo anterior

Facebook pode desencadear sintomas depressivos nos utilizadores

Próximo artigo

O lisboeta