Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Cientistas alegam ter criado um preservativo que aumenta o prazer sexual

Cientistas alegam ter criado um preservativo que aumenta o prazer sexual

Muitas pessoas abstêm-se de usar preservativo por acharem que este reduz o prazer na relação sexual. Esta questão não será mais um obstáculo com a ‘nova geração’ de preservativos.

Pinterest Google+
PUB

Foi desenvolvido um novo preservativo que além de evitar o contágio do VIH, aumenta o prazer sexual. Esta inovação foi produzida por uma equipa de investigadores do Centro de Ciências da Saúde da Universidade do Texas, nos Estados Unidos.

 

Segundos os investigadores, este preservativo irá incentivar o uso de proteção, em vez de ser usado apenas por questões de saúde ou com o fim de evitar uma gravidez. A ideia inicial foi criar um produto que protegesse o utilizador, mas também ajudar a aumentar o prazer na relação sexual, explicou Mahua Choudhury, investigadora do centro, à BBC.

 

A investigadora acrescenta ainda que o novo preservativo tem uma substância gelatinosa reforçada com antioxidantes que atacam o vírus do VIH, caso o preservativo rompa. Não obstante, estes antioxidantes «também estimulam as terminações nervosas e, por isso, geram maior prazer sexual».

 

Veja a galeria: Resoluções de sexo para 2016

 

É de conhecimento comum que muitas pessoas abstêm-se de usar preservativo por acharem que este reduz o prazer na relação sexual. Dados da ONU indicam que, apesar dos avanços das duas últimas décadas, milhões de pessoas no mundo inteiro ainda não têm acesso a preservativos ou não usam qualquer tipo de proteção sexual devido a barreiras psicológicas ou tabus sociais.

 

De acordo com Choudhury, não há no mercado um produto semelhante e que ajude a prevenir o VIH de forma tão eficaz. Até ao momento, o preservativo ainda é um protótipo, mas já existe muito interesse nesta questão. A investigadora acredita que o produto estará disponível no mercado dentro de um ano. Quanto ao preço, uma vez que o preservativo comece a ser fabricado em larga escala, será uma questão de cêntimos.

 

O novo preservativo é financiado pela Fundação Bill Gates. Há dois anos, Bill Gates e a sua esposa doaram mais de 9 mil euros a empreendedores, para que fosse possível o desenvolvimento da ‘nova geração’ de preservativos: mais finos e mais eficazes.

 

Artigo anterior

Livre-se dessas cicatrizes!

Próximo artigo

Brilhar com confiança