Home»LAZER»DICAS & VIAGENS»À descoberta de cidades menos concorridas da Europa

À descoberta de cidades menos concorridas da Europa

Quando puder voltar a viajar pela Europa, em vez de partir à descoberta daquelas cidades mais conhecidas e cheias de população e turistas, dê uma oportunidade às que são menos populares, mas igualmente interessantes. Vai poupar dinheiro e reduzir na confusão.

Pinterest Google+
PUB

Da próxima vez que quiser descobrir a Europa, em vez de fazer aqueles circuitos normais para conhecer as cidades que toda a gente conhece e estão normalmente cheias de turistas, dê uma oportunidade às cidades menos populares, mas igualmente belas.

 

Se está à procura ou já pensa em fazer uma escapadela logo que possível, veja algumas propostas de cidades alternativas a visitar que, para além de terem menos turistas, também oferecem poupanças no alojamento.

 

Estes são 10 destinos mais ‘desconhecidos’. Veja as imagens na galeria acima:

1°- Leipzig, Alemanha: Berlim e Munique são as cidades alemãs mais conhecidas, mas Leipzig é uma excelente cidade para conhecer. A uma hora de comboio a partir de Berlim, Leipzig tem sido em larga medida ignorada pelos turistas. Mas as coisas estão a mudar graças aos inúmeros artistas e jovens criativos que estão a dar uma ‘nova vida’ a esta metrópole. Em Leipzig, visite a cidade velha, caminhe pelo Mädler-Passage ou jante no restaurante Auerbachs Keller.

 

2°- Évora, Portugal: Quando falamos de Portugal, Lisboa, Porto, Faro ou a ilha da Madeira são alguns dos destinos turísticos sobre os quais mais facilmente pensamos, mas não devemos esquecer o Alentejo e especialmente a cidade de Évora. Esta cidade tem no templo de Diana um monumento reconhecido pela UNESCO. Aliás, toda a cidade (que fica a 90 minutos de Lisboa) é reconhecida pelo seu património histórico e pela sua energia fresca e vibrante.

 

VEJA TAMBÉM: CONHEÇA OS 10 HOTÉIS MAIS… PECULIARES DO MUNDO

 

3°- Utrecht, Holanda: A Holanda não é só Amesterdão ou Haia. Em Utrecht deve visitar os canais, ir até à praia em Strand Oog, subir à Torre Dom (a torre de igreja mais alta de todo o país), caminhar até ao Distrito dos Museus, fazer uma pausa em algumas das esplanadas da praça Ledig Erf, ir às compras na Twijnstraat (a rua de compras mais antigas da cidade) ou fazer uma refeição no WT Urban Kitchen.

 

4°- Olomouc, República Checa: Os turistas que visitam Praga nem sabem o que estão a perder! Olomouc pode não ser tão conhecida, mas oferece uma história rica, arquitetura barroca, cerveja saborosa e um queijo forte. Depois de 3 horas de caminho, desde Praga, em Olomouc deve passar pela Coluna da Santa Trindade (o principal monumento da cidade) e provar o queijo Olomoucké tvarůžky e uma bela cerveja local.

 

5°- Trogir, Croácia: A 30 minutos de Split e perto da costa da Dalmácia fica a cidade de Trogir. Se quer fugir à agitação de Dubrovnik, Trogir é a cidade ideal para si. Património Mundial da UNESCO, Trogir apresenta uma arquitetura medieval que deve ser vista e para tal pode subir até ao campanário da Catedral de S. Lourenço, que tem uma vista de tirar o fôlego, ou passear pela cidade velha e as suas belas ruas.

 

6°- Sevilha, Espanha: O que não falta em Espanha para visitar são belas cidades. Na região da Andaluzia, que é conhecida pelos seus cavalos de puro sangue, tem que visitar Sevilha. Para além de ser a capital desta região, esta cidade também é a capital do flamenco. Arte, praia ou gastronomia são alguns dos atrativos que fazem de Sevilha uma cidade a conhecer o quanto antes.

 

VEJA TAMBÉM: ESPANHA: OS SETE DESTINOS DE EXCELÊNCIA RECOMENDADOS PELA REDE EDEN

 

7°- Nápoles, Itália: ‘Vedi Napoli e poi muori’ (Vê Nápoles e podes morrer). Pelo menos é o que os italianos dizem mas aqui ninguém quer que morra pois assim não vai poder conhecer a bela Nápoles. Esta cidade tem boa comida (que tal um limoncello a acompanhar uma pizza cozida no forno?!), paisagens bonitas e a sensação de estar num lugar de grandeza histórica. Em nenhum destes aspetos Nápoles desilude.

 

8°- Bristol, Reino Unido: A duas horas de Londres fica a cidade de Bristol, uma alternativa acessível à agitação da capital britânica. Foi aqui que Bansky começou a sua carreira e é um dos inúmeros ‘street artists’ que deixaram a sua marca nas pontes e paredes desta cidade. Esta é uma cidade moderna e cada vez mais na voga com as suas lojas independentes, pubs e galerias.

 

9°- Nantes, França: A poucas horas de Paris, ali pelo Vale do Loire, fica a cidade de Nantes. Esta cidade tem um panorama artístico que em nada perde para Paris. Em Nantes vai encontrar belas paisagens campestres, inúmeros castelos do século XIII, ou o Les Machines de l’île, um museu de robótica surrealista. Se quiser sair um pouco de Nantes, passe a tarde na aldeia piscatória de Trentemoult.

 

10°- Rethymno, Grécia: Quem não quis visitar uma ilha grega? Acredito que todos temos esse sonho mas esta costuma ser uma viagem cara e estas ilhas estão sempre lotadas de turistas. O mesmo não acontece em Rethymno, a terceira maior cidade na ilha de Creta. Em Rethymno aproveite para passear pelas ruelas pitorescas ou caminhe pelos quilómetros de praias de areia branca.

 

 

 

Artigo anterior

Ricos em dopamina: melhore o seu humor com a ajuda destes alimentos

Próximo artigo

Salada de quinoa e grão com manga e molho de abacate