Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Cereais de chocolate adicionam nove gramas de açúcar ao pequeno-almoço, alerta DECO

Cereais de chocolate adicionam nove gramas de açúcar ao pequeno-almoço, alerta DECO

A Associação de Defesa do Consumidor alerta para o excesso de açúcar escondido nos cereais, indicando que as 20 marcas por si testadas apresentam todas uma quantidade elevada de açúcar. Assim, quem comer cereais de chocolate todos os dias ao pequeno-almoço ingere uma média de 60 gramas de açúcar por semana, ou seja, 12 pacotinhos.

Pinterest Google+
PUB

Os cereais de chocolate apresentam uma quantidade elevada de açúcar, adicionando cerca de nove gramas logo ao pequeno-almoço, ou seja, um quinto da dose diária recomendada para uma criança de cerca de dez anos, alerta a Associação de Defesa do Consumidor.

 

As 20 marcas de cereais de chocolate testadas pela DECO apresentam todas doses elevadas de açúcar, o que significa que se comer cereais de chocolate todos os dias ao pequeno-almoço ingere uma média de 60 gramas de açúcar por semana, ou seja, 12 pacotinhos.

 

VEJA TAMBÉM: LANCHES SAUDÁVEIS (E DELICIOSOS) PARA CRIANÇAS

 

«Na última década, os fabricantes melhoraram a composição dos cereais de pequeno-almoço para crianças, reduzindo a quantidade de sal, açúcar e gordura. Mas o esforço tem de continuar, porque a composição nutricional global dos 20 cereais de chocolate testados não passa da mediania. O grande responsável por esta classificação é o açúcar: todas as marcas testadas apresentam uma quantidade elevada», refere a DECO em comunicado.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), os açúcares adicionados devem representar no máximo 10% das calorias diárias. Assim, uma criança de 10 anos, que precisa em média de 1900 calorias diárias, não deveria ingerir mais de 50 gramas açúcar. «Se, ao pequeno-almoço, esta criança consumir nove gramas, valor médio por cada dose dos cereais testados, obtém um quinto da quantidade máxima de açúcar recomendada. A margem de manobra para o dia fica muito reduzida», acrescenta a associação.

 

VEJA TAMBÉM: COMO CUIDAR DOS DENTES DAS CRIANÇAS?

 

O excesso de açúcar está associado ao desenvolvimento de doenças como obesidade e diabetes, cada vez mais frequentes também entre os mais novos. «Os cereais de pequeno-almoço só devem entrar na ementa infantil ocasionalmente. Na altura da compra, compare os valores nutricionais por 100 gramas e escolha os que contenham menos sal, gordura e açúcar. O nosso cartão Como ler rótulos pode ajudar a decifrar as informações, indicando, através da cor dos semáforos, o que se considera alto, médio e baixo teor de cada um dos nutrientes», explica a DECO.

 

A primeira refeição do dia, por norma, deverá incluir pão, leite e, se possível, fruta, recomenda a associação. Pode também optar por frutos secos com iogurte sem açúcar e uma rodela de abacaxi; muesli com iogurte natural, um iogurte e 10 morangos; uma fatia de broa com manteiga e um copo de sumo de laranja, etc..

 

Artigo anterior

200 jovens portugueses vão a Estrasburgo discutir o futuro da Europa

Próximo artigo

Está a chegar o primeiro concurso internacional de espumantes em Portugal